Milicianos presos durante operação ‘Cifra Negra’ são de Matinha, Cajari, Viana, Penalva e São João Batista

A Polícia Civil divulgou novas informações da operação ‘Cifra Negra’, realizada na manhã desta quarta-feira, 30, em conjunto com a Polícia Militar, na Baixada Maranhense. Os envolvidos são naturais das cidades de Matinha, Penalva, Viana, Cajari e São João Batista e foram cumpridos vários mandados de prisão, busca e apreensão.

Várias pessoas foram presas / Foto: Polícia Civil

A força tarefa baseou-se nos elevados índices de criminalidade nestas cidades, bem como por toda a região da Baixada Maranhense, sobretudo crimes contra a vida com características de execução, o que motivou a investigação. ‘Os integrantes do grupo agem metodologicamente fundados na violência e intimidação, e possuem relações com o Poder Público, o que lhes garantem burlar a apuração dos crimes, bem como a certeza da impunidade, mola propulsora das atividades criminosas do grupo”, disse a Polícia Civil.

Os trabalhos foram iniciados em fevereiro do corrente ano, por determinação da Superintendência de Polícia Civil do interior, e desde então vem investigando um rol de crimes de homicídios de difícil elucidação. ‘As investigações buscaram averiguar, de forma mais aprimorada, a real dimensão dos fatos, a fim de se coletar maiores provas acerca da autoria, instrumentos utilizados, modus operandi, envolvidos, rota, desde quando se dava a atividade do grupo, precisão geográfica, bem como a distribuição de tarefas no grupo, dentre outros elementos’, esclareceu o relatório divulgado pela superintendência.

Com isso, ainda segundo o relatório, foi possível identificar atividades ilícitas como homicídios, tráfico de drogas, armas e munições, exploração de jogos de azar e prevaricação. ‘Após quase seis meses de investigação especializada, artesanal e perspicaz, a Força Tarefa conseguiu identificar os membros mais atuantes e que, de acordo com as investigações, compõem o Grupo Criminoso que age na cidade de Viana, Penalva, Matinha, São Luís, dentre outras.
Cuja as qualificações e individualizações seguirão investigadas’.

Nota

Em contato com o Blog do Jailson Mendes, o senhor identificado como Danilo Gomes Silva disse que não foi preso e que a foto dele foi divulgada erroneamente pela Polícia Civil. O blog, a pedido do senhor Danilo Gomes Silva, removeu a foto hoje, 31.

De onde é o bando

Luis de Jesus Pinto dos Passos, conhecido socialmente como ‘Luis Matador’ e residente no Condomínio Village do Bosque, Maiobinha, São Luís/MA.

Fraciomar Costa Travassos, sem identificação de residência

Janilson Santos Correa, policia militar da reserva e natural de Matinha, residente no Bairro de Fátima, Viana.

Cleomar Martins do Nascimento, policial militar da ativa, natural de Viana, com residência no bairro Carecas e Citel, em Viana.

Francisco Alves da Silva, conhecido como Chico Mototaxi, natural de Cajari.

Jardson Sousa Jansen, conhecido como ‘Zinho’ e natural de Penalva.

José Nelson Pinto Pereira, conhecido popularmente como ‘Caçula’, natural de Viana.

Gilberlan Pava, conhecido como ‘Gil Mototaxi ou Gegê’, natural de Viana.

Amarildo Machado Cutrim, natural de São João Batista

Gilmar Veiga Moraes, natural de Penalva.

Helton Melônio Pereira, conhecido como ‘Eltinho’, natural de Matinha

Fonte: TV Maracu e Imirante

4 respostas para “Milicianos presos durante operação ‘Cifra Negra’ são de Matinha, Cajari, Viana, Penalva e São João Batista”

  1. por que não fala dos policiais “homens de bem” que deixaram a mulher sem roupa alguma? não importa se é mulher de bandido, nenhuma merece passar por isso, foi assédio e abuso de poder e espero que eles paguem por isso, o mínimo que poderia acontecer é eles perderem o direito de exercer a função. são policiais tarados isso sim, se o marido dela não tivesse aparecido eu não tenho dúvida nenhuma que eles abusariam dela ali mesmo. infelizmente nós mulheres nunca deixaremos de ser vulneráveis à situações como essa.

  2. Solicito que senhor se retrate a respeito da matéria dos milicianos presos operação Cifra negra, pois divulgou foto do senhor Danilo no meio dos presos, no entanto ele não foi preso é um cidadão de bem, isso vai lhe trazer sérias consequências

  3. E o GRANDE chefe desse grupo, já foi identificado? se for investigados aquela enormidade de homicidios com as tarjas “Auto de tesitência” e “difícil elucidação”… vai muita gente para a cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *