Justiça garante que recém-nascidos de Viana e Cajari sejam registrados como índios Gamellas

O povo indígena da etnia Akroá Gamela, do município de Viana, terá garantido o seu direito à identificação civil após a atuação da Defensoria Pública do Estado (DPE/MA). Por meio de mandado de segurança coletivo, o Núcleo de Direitos Humanos da DPE conseguiu sentença judicial que determina ao cartório da comarca o registro de todas as crianças recém-nascidas que forem autodeclaradas indígenas Gamela pelo registrando.

Novos recém-nascidos da etnia serão registrados como índios

4 respostas para “Justiça garante que recém-nascidos de Viana e Cajari sejam registrados como índios Gamellas”

  1. Isso é o cúmulo, só assim vai ter índio na baixada. Eita paisinho fdp. Se contar essa piada em um país sério ninguém acredita mais vão rolar de dar risadas. PALHAÇADA!

  2. DIANTE DA ESDRÚXULA DECISÃO, RESTA SABER PORQUÊ CAJARI? SERÁ QUE A MERITÍSSIMA JUÍZA NÃO CONHECE A GEOGRAFIA DA BAIXADA. MELHOR SERIA INCLUIR PENALVA – ERA LÁ NO LAGO CAPIVARI QUE ESTAVA A SUA ÚLTIMA ALDEIA NO FINAL DO SÉCULO XIX.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *