Gari cobra salários e apanha de encarregado de empresa que presta serviços para a prefeitura de Vitória do Mearim

Um gari relatou que apanhou de um funcionário de uma empresa que presta serviços para a Prefeitura de Vitória do Mearim, administrada pela prefeita Dídima Coelho. Segundo um vídeo enviado ao Blog do Jailson Mendes, ele foi cobrar seus vencimentos que estão atrasados há três meses e acabou apanhando.

Gari disse que apanhou de encarregado de empresa

A agressão foi relatada em um vídeo gravado por um radialista do município de Vitória do Mearim e trata-se de Paulo Gustavo Lima do Nascimento, gari que presta serviços para a Empresa Ocidental, que faz serviços de limpeza. Atualmente, ele relatou que faz capina, mas antes coletava lixo para a empresa, contratada pela prefeitura.

Ao falar sobre a agressão, ele disse que foi hoje cedo cobrar seus vencimentos para o encarregado dos serviços, identificado pela vítima apenas como João, e este teria agredido o gari. O encarregado teria dito que não sabia de recebimento de dinheiro e que se o gari não trabalhasse, ele iria colocar faltas.

Mais adiante, Paulo Gustavo disse que ao pegar uma prancheta da empresa, ele pegou vários socos no rosto. O gari registrou o caso na Delegacia de Polícia, fez um corpo delito e pediu providências quanto ao seu salários e quanto às agressões. O caso aconteceu por volta das 7 horas de hoje e chocou a população de Vitória do Mearim.

O blog tentou por diversas vezes tentar em contato com a empresa e com a prefeitura do município, mas não obtivemos respostas até o fechamento desta matéria. A página abre espaço para qualquer tipo de esclarecimento por parte dos citados.

Vejam o vídeo…

Uma resposta para “Gari cobra salários e apanha de encarregado de empresa que presta serviços para a prefeitura de Vitória do Mearim”

  1. Um trabalhador desse merece todo respeito, e mais uma pessoa q prestar o serviço á sociedade…. é lamentável q esse rapaz trabalhador passou ao cobrar o q é de direito dele ..
    Merece ser indenizado o mínimo.
    E q a justiça seja feita contra o agressor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *