Aulas são suspensas em Olinda; passageiros de outros estados serão monitorados em Viana e prefeitura de Penalva descarta suposto caso de Coronavírus

Um decreto do prefeito de Olinda Nova do Maranhão, Costinha, suspendeu as aulas a partir desta quarta-feira, 18. A decisão, assinada através de decreto, vem após o governador Flávio Dino suspender todas as aulas e eventos que envolvam aglomeração em todo o território maranhense, após o avanço do Coronavírus.

Medidas são para conter avanços do Coronavírus no Maranhão

Costinha também levou em consideração as recomendações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde. Eventos com mais de 50 pessoas também estão suspensos de acordo com decreto no âmbito da gestão municipal e uma recomendação foi feita para que outros órgãos independentes e privados também façam a mesma coisa.

A suspensão das aulas e dos eventos serão no período de 18 a 31 deste mês. Em Viana, a  Secretaria Municipal de Saúde informou que os motoristas de transportes oriundos de outras cidades devem informar, imediatamente, as autoridades da Vigilância Epidemiológica sobre a chegada de passageiros de outros estados da nação.

Já na cidade de Penalva, a Secretaria de Saúde descartou um suposto caso de coronavírus. Segundo a secretária Tânia Jardim, nenhum caso suspeito está sendo monitorado e tratou a informação como fake news. Ela também informou ao blog que todas as medidas e recomendações estão sendo tomadas, de acordo com o Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde, além de orientar que passageiros de outros estados precisam procurar o hospital se tiver contato com alguém suspeito ou apresentar algum sintoma.

Coronavírus

As secretarias estaduais de saúde divulgaram, até as 19h10 desta terça-feira (17), 346 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 17 estados e no Distrito Federal. Em São Paulo, foi registrada a 1ª morte pelo coronavírus no Brasil, confirmada pelo governo estadual. A vítima é um homem de 62 anos que estava internado em um hospital particular da capital paulista. Ele tinha diabetes e hipertensão. Não existe nenhum caso confirmado no Maranhão.

Decreto de Olinda Nova do Maranhão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *