Após cobrança, prefeito de São Bento se compromete em pagar reajuste de 6,81% aos professores

| 0 comentários

Depois de várias reuniões de cobrança e paralisação de advertência com indicativo da possibilidade de greve, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), núcleo de São Bento (Baixada Maranhense), obteve a vitória com o compromisso do prefeito da cidade, Luizinho Barros, de pagar o reajuste de 6,81% aos professores da rede municipal. O prefeito sinalizou que irá conceder o reajuste do piso à categoria na última reunião realizada com dirigentes do sindicato, no final de maio (29).

A prefeitura ficou de formalizar a proposta nesta sexta-feira (8), cujo pagamento ficou previsto para o mês de julho.  Ficou acertado ainda uma mesa de negociação para discutir, entre outros itens, o pagamento dos retroativos, já que o reajuste do piso deveria ter sido pago desde janeiro deste ano. Segundo a secretária de Representação de Núcleos Municipais, Janice Nery, que participou da negociação junto com o núcleo, o desfecho dessa luta representa uma grande vitória.

“O reajuste de 6,81% estabelecido para o piso deste ano e que o prefeito concordou em pagar é uma importante vitória que o sindicato conquistou para a categoria. Estávamos aguardando a sensibilização do prefeito e para obtenção de êxito, tivemos várias reuniões com os professores associados do núcleo sindical da cidade e com a prefeitura”, destacou Janice, que atuou no apoio à luta dos professores de São Bento com a participação do secretário de Administração e Patrimônio do Sinproesemma, João Sá.

No dia 18 de maio, os professores realizaram uma caminhada pelas principais ruas da cidade chamando a atenção da gestão municipal para os direitos dos profissionais da educação que estavam sendo negados. Em 2016, a categoria não obteve reajuste e, em 2017, foi concedido ao final do ano, porém sem o devido pagamento do retroativo.

“A paralisação que realizamos surtiu efeito a nosso favor.  O processo de mobilização se encerra com este reajuste concedido. Obtivemos uma importante conquista, que é a proposta do prefeito de pagamento da recomposição para a categoria. Mas precisamos manter o diálogo para cobrar os retroativos”, destacou o coordenador do Núcleo, Sérgio de Assis Lopes. Com informações do Sinproesemma.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.