Nos EUA, lutador da Baixada Maranhense vence luta no UFC com nocaute em 41 segundos e leva prêmio de 50 mil dólares

O lutador da Baixada Maranhense Joanderson Brito (peso-pena), o Tubarão, 27 anos, conquistou sua primeira vitória no Ultimate Fighting Championship (UFC), no último sábado (30), em Las Vegas. Depois de uma estreia traumática em janeiro deste ano, quando foi superado, por decisão unânime, pelo americano Bill Algeo, Tubarão nocauteou, em 41 segundos, o também americano Andre Fili no seu último combate.

Vencedor é da Baixada Maranhense

Assim como o outro maranhense do UFC, Caio Borralho, Joanderson Tubarão também foi selecionado através do Dana White’s Contender Series. Se na sua primeira luta, na qual segundo ele mesmo afirmou, a Covid lhe atrapalhou, neste segundo combate deu tudo certo. O maranhense de Santa Helena superou Andre Fili com um nocaute ainda no primeiro round do UFC Las Vegas 53.

“Eu trabalhei muito essa parte do jab e lowkick. Eu tinha outras armas, mas treinei muito essa parte de jab e lowkick para tentar minar a perna dele, que é um cara que chuta bem e se movimenta bem, e ainda tem muito gás. Essa noite fui abençoado. Realmente não consigo descrever essa sensação, porque estar no maior evento do mundo e conquistar uma vitória diante de um cara duro como o Andre é motivo de muita felicidade”, disse o lutador, em entrevista ao Combate.

Antes da sua primeira vitória, o maranhense ainda teve que lhe dar com a morte de um tio, fato, que, segundo ele, não tirou o seu foco. “Foi muito triste receber essa notícia horas antes da minha luta, mas eu tentei não me desfocar em nenhum momento, mesmo não tendo como, pois o sentimento de tristeza acaba invadindo, mas eu me mantive firme e forte, e a consequência foi essa vitória de hoje [sábado]”, comentou Tubarão.

Joanderson lembrou ainda que foi muito duro estrear com derrota no UFC, depois de mais de cinco anos sem perder na carreira. “Eu vinha de uma sequência de vitórias boas. A última luta não foi tão boa como eu esperava, mas eu não estava totalmente saudável, não estava com a minha equipe. Os outros lutadores que estão na mesma divisão me entendem, só que eles vão ter que me entender melhor quando a gente se enfrentar no octógono. Fez toda a diferença estar com minha equipe agora. Entrei mais confiante, não fiquei nervoso em nenhum momento. Apesar de ter sido uma luta rápida, do início ao fim me senti no controle ali na situação”, contou.

Joanderson Tubarão recebeu do UFC um dos prêmios de ‘Performance da Noite’ e levou para casa quantia de 50 mil dólares (cerca de R$ 245 mil). As informações são do Imirante.


Em tempos de desinformação, o Blog do Jailson Mendes reforça o compromisso com o jornalismo profissional, comunitário e de qualidade. Nossa página produz diariamente informações na Baixada Maranhense de forma responsável e que você pode confiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.