Cajapió: morre aos 74 anos o jornalista José Garcez, em decorrência da Covid-19

Morreu por volta do meio-dia deste sábado, 20, o jornalista e produtor cultural da cidade de Cajapió, José Garcez. Segundo familiares, ele testou positivo para a Covid-19 e sofria de problemas renais.

José Garcez, durante visita à capital federal

De acordo com as informações, Garcez estava há vários dias internado no Hospital São Domingos, em São Luis, teve que ser entubado e não resistiu, vindo a falecer aos 74 anos.

Formado em Jornalismo e Letras, Garcez era também produtor cultural, atuando como secretário de Cultura do município de Cajapió, e militava ativamente na política. Mais recentemente trabalhou nas campanhas vitoriosas de Nonato Silva (2012), Dr. Marcone (2017) e na campanha do líder político Bispo Serejo (2020), sempre pautando assuntos da cidades e usando com maestria a escrita.

O jornalista deixa cinco filhos e seu enterro seguirá as recomendações da Organização Mundial da Saúde para pacientes mortos em decorrência da Covid-19. Pelas redes sociais, amigos e parentes começam a deixar mensagens em solidariedade à família do produtor cultural de Cajapió.

“Possuidor de uma notável capacidade literata, apreciador genuíno das ‘artes’ impregnou aos contíguos a si elencados e ilustrados diálogos lúcidos. Particularmente mantivemos admiração e respeito mútuo desde o primeiro contato, mormente no que diz respeito as concepções humanistas, sociais, históricas, filosóficas e políticas”, disse Mosart Soares, secretário de Educação.

“Hoje Cajapió ficou um pouco mais pobre. O ex-secretário de Cultura, José Garcez, fez a grande viagem. Vá a Deus meu amigo. Eita Covid-19”, lamentou o amigo de infância José Gomes.

4 respostas para “Cajapió: morre aos 74 anos o jornalista José Garcez, em decorrência da Covid-19”

  1. Hoje é um triste para a família Garcez, perdemos o querido, amado e inspirador José Garcez, meu tio, referencial da minha infância, juventude e toda uma vida. Dotado de uma inteligência brilhante e inspiradora, soube honrar suas origens maranhenses. Vá em paz tio, conosco fica a tristeza e a saudade.

  2. Eu, Henrique Garcez, irmão do Jornalista José Garcez, agradeço a todos pelos pêsames recebidos, pelas palavras, pelos gestos. Todo esse apoio é que nos ajuda a ultrapassar esse momento tão triste e difícil.
    Todos sabemos que é difícil ver partir alguém que amamos e que a dor dessa perda fica para sempre. Mas com amigos verdadeiros ao nosso lado, tudo se torna mais fácil.

    Muito obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *