Matinha: Desembargador nega pedido da defesa para retirar tornozeleiras eletrônicas das irmãs Tainar e Tainara dos Santos

O desembargador Josemar Lopes negou um pedido dos advogados das irmãs Tainar e Tainara dos Santos para retirar as tornozeleiras eletrônicas, fruto de medida cautelar imposta pela Justiça para as duas saírem da prisão desde 2019. Elas são suspeitas de terem matado a golpes de faca a jovem Kelrry Daiana Mouzinho, no dia 9 de abril em Matinha.

Irmãs Tainar e Tainara dos Santos / Foto: Polícia Militar

Após serem presas em Rosário, elas ingressaram com pedidos no Tribunal de Justiça para que fossem soltas e em fevereiro deste ano eles liberaram Tainar dos Santos. A sua irmã, Tainara dos Santos, já tinha sido liberada em 2019 pelo TJ. A Justiça de Matinha mandou que elas fossem à Juri Popular, mas também aguardam decisão de um recurso.

Agora, a defesa pediu que as duas fossem liberadas da tornozeleira eletrônica, alegando que ambas atingiram os 100 dias de monitoração eletrônica ativa. Porém, o desembargador negou o pedido após a Secretaria de Administração Penitenciária informar que Tainara dos Santos descumpriu, por diversas vezes, a determinação judicial de recolher-se no seu domicílio no período noturno e que se mudaram de endereço sem autorização prévia da Justiça.

O magistrado também chamou a atenção para a gravidade do caso e da continuação das investigações. “Incabível a revogação da medida cautelar de monitoramento eletrônico, levando-se em conta a prática de crime de extrema gravidade (crime de roubo majorado com emprego de arma e concurso de agentes), devendo ser mantido o uso da tornozeleira eletrônica para o fim de resguardar a instrução criminal e a aplicação da lei penal”, comentou Josemar Lopes.

Vejam AQUI todas as matérias envolvendo o caso. A decisão foi assinada no dia 07 deste mês e pode ser acessada pelo número HABEAS CORPUS N° 0803537-54.2019.8.10.0000.

3 respostas para “Matinha: Desembargador nega pedido da defesa para retirar tornozeleiras eletrônicas das irmãs Tainar e Tainara dos Santos”

  1. ATO COVARDE, ESSAS DUAS TINHAM É QUE ESTAREM PRESAS.
    A VITIMA DELAS NÃO VOLTA MAIS, PERDEU A VIDA! E ELAS RECLAMAM DE QUÊ? ESTÃO VIVAS, TEM MESMO ´´E QUE PERDER A LIBERDADE, COISA QUE ELAS TIRARAM DA DAIANA.

    SABE O QUE EU ACHO? TEM QUE TER PENA DE MORTE! MATOU, MORRE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *