Após intercâmbios na Argentina e no Canadá, joanina e outras estudantes do IEMA retornam ao Maranhão

Após seis meses de estadia no Canadá e na Argentina, os intercambistas do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), Ingrid Pavão, Guilherme Cardoso, Leídson Fernando, Nycole Costa, Vitoria Ramos e Maria Luiza Soares Dominici, de 16 anos e natural de São João Batista, regressaram ao Maranhão.

Maria Luiza fez intercâmbio na Argentina

O grupo do Canadá retornou na última sexta-feira (2) e o da Argentina nesta segunda-feira (6). Os jovens viajaram por meio do programa IEMA no Mundo, que oportuniza aos alunos do instituto intercâmbio internacional por um período de um semestre, com todas as despesas pagas através de bolsa de estudo concedida em parceria com a empresa Via Mundo.

Maria Luiza Soares Dominici, que nasceu e estudou em São João Batista, é filha de Ariadna Nunes Soares e Bráulio Dominici. Ela iniciou o curso de Serviços Jurídicos no IEMA, em São Luis, e se inscreveu no programa ‘Iema no Mundo’, passando em primeiro lugar no seletivo paras as vagas voltadas para a Língua Espanhola (reveja AQUI). Desde o início do ano estava na Argentina, fazendo intercâmbio.

Segundo o diretor de Ensino e Pesquisa do IEMA, Elinaldo Silva, os alunos viveram uma experiência marcante. “Recebemos os nossos alunos do Canadá e da Argentina, consolidando cada vez mais nosso programa de intercâmbio. Esta ação é de grande importância, uma vez que enviamos os alunos para estudar em uma escola no exterior. Consequentemente, eles melhoram seu repertorio linguístico e cultural. Sabemos que essa oportunidade abre novos horizontes para esses estudantes, influenciando na vida pessoal, acadêmica e profissional”, ressaltou.

Ao todo, 33 alunos já participaram do programa de intercâmbio do IEMA desde 2017. Eles cursaram seis meses de High School em países como Argentina, Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Dinamarca, com todas as despesas pagas pelo Governo do Maranhão.

4 respostas para “Após intercâmbios na Argentina e no Canadá, joanina e outras estudantes do IEMA retornam ao Maranhão”

  1. Esse jornalista escreve muito mal.
    Precisa fazer um curso de Ortografia da língua portuguesa Pois suas materias estão com muitos erros notórios.
    Justo ele que corrige tanto os outros e faz parte de repartições políticas e gosta de estar no meio de pessoas importantes.

    1. Língua Portuguesa se escreve com letras maiúsculas no início. Depois de Língua Portuguesa deveria ter um ponto final ou vírgulas. Matérias tem acento no é rapa…tem ‘sertesa’ que eu é que tenho que ir para um curso?
      Eu gosto não, sou frequentemente convidado. Cheiro no cangote.

Deixe uma resposta para Jailson Mendes Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *