São João Batista não alcança meta do MEC no IDEB 2015, veja os dados

 O Ministério da Educação (MEC) divulgou ontem quinta-feira (08/09) os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao ano de 2015. De acordo com as informações, a cidade de São João Batista, mais uma vez, não alcançou a meta estabelecida pelo Ministério da Educação.

Os dados foram colhidos nas escolas municipais ‘José Maria de Araújo’, ‘Fabrício Costa Correa’, ‘Ministro Jarbas Passarinho’, ‘Presidente Costa e Silva’, ‘Carmelita Alves Campos’, ‘Ateniense’ e ‘Marly Sarney’ na quarta e quinta série. Já no oitavo e nono ano, além de algumas destas foram acrescentadas as escolas ‘Gomes Freire de Andrade’, ‘Raimundo Sá de Araújo’, ‘Cândido Rosa Serra’ e ‘Raimundo Marques Figueiredo’.

Segundo os dados, a meta estabelecida para a quarta e quinta série era de 4.9 no ano passado, porém a nota alcançada foi de apenas 4.0, abaixo da meta preconizada pelo MEC.Já nas séries do oitavo e nono ano, o resultado não foi diferente. A meta projeta era de 3.8, mas a meta alcançada foi de apenas 3.0.

Nas séries iniciais, nenhuma das escolas pesquisadas alcançaram a meta, mas nas séries 8ª e 9ª, a escola ‘Iracema Ferreira de Araújo’ ultrapassou a marca projeta do MEC, que era de 2.6 e a escola alcançou a nota 2.8 em 2015.  De modo geral, o município recebeu a nota 4.0, quando a meta era 4.9. Desde 2005, a cidade nunca alcançou a meta do IDEB.

Folha de SJB

2 respostas para “São João Batista não alcança meta do MEC no IDEB 2015, veja os dados”

  1. Não poderia ser diferente, aqui em São joao Batista, os alunos quando tem é no máximo dois horários, os professores estão sempre viajando, aqui não se leva educação a sério. Aqui funciona a lei do mais forte, quem poderia fiscalizar era os vereadores, mas não tem interesse os filhos estão estudando em São Luis, colégio particular, com o dinheiro que lesam da coisa pública, e os filhos destes ainda recebem salário da prefeitura.

  2. É necessário garantir o direito de aprendizagem a todos os alunos. O ensino só tem valor se houver as APRENDIZAGENS ESSENCIAIS ao exercício da CIDADANIA…
    A qualificação de espaços físicos e recursos humanos tornam-se obrigatórios à medida que as demandas de sociedade avançam…

Deixe uma resposta para rafaela cutrim Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *