Vicentino continua desaparecido após naufrágio de rebocador no rio Amazonas, familiares pedem orações

Foram reiniciadas nas primeiras horas da manhã deste sábado (5), as buscas pelas nove pessoas que estão desaparecidas desde a madrugada do dia 2, quando um rebocador da empresa de transportes Bertolini afundou próximo ao município de Óbidos, no oeste do Pará, após colidir com um navio cargueiro da Mercosul. A Marinha aguarda a chegada de um scanner para fazer a varredura do fundo do rio.

Marcelo Reis é natural de São Vicente Ferrer

“Vamos realizar uma busca nas margens abaixo de Óbidos hoje (sábado). Está vindo de Brasília um equipamento portátil, o Sadescam, para scanear o fundo do rio e um navio de Manaus com um equipamento fixo, também para scanear o fundo do rio”, informou ao G1 o comandante da Capitania Fluvial de Santarém, capitão Ricardo Barbosa.

Ainda de acordo com o capitão, o scaner portátil pode chegar ainda neste sábado, e o navio tem previsão de chegada para a manhã de domingo (6). Os militares designados pelo Corpo de Bombeiros para fazer mergulhos na área do acidente também retomaram os trabalhos nas primeiras horas da manhã deste sábado, mas a água escura e a forte correnteza têm dificultado o trabalho.

Familiares das vítimas do acidente, que foram para o município de Óbidos continuam acompanhando tudo de perto e à medida que as horas passam, e não se tem notícia sobre a localização do rebocador, a aflição aumenta. Entre os desaparecidos está Marcelo Reis, graduado em História e natural da cidade de São Vicente Ferrer, na Baixada Maranhense. A família continua pedindo orações.

O acidente aconteceu por volta das 04h30 do dia 2. O rebocador e um comboio de oito balsas da Bertolini colidiu com o navio cargueiro Mercosul Santos, que estava carregado de contêineres. As balsas transportavam milho e o haviam saído com o rebocador da cidade de Porto Velho e tinham como destino, Santarém. Já o navio, tinha como destino o porto de Manaus (AM). Após a colisão, uma balsa ficou presa ao navio, as demais ficaram à deriva por algumas horas no Rio Amazonas. O rebocador afundou rapidamente, segundo os tripulantes que conseguiram pular e foram resgatados com vida por uma embarcação geleira. Os resgatados com vida são: César da Silva e Euclinger Costa.

Os desaparecidos

  • Carlos Eduardo Bueno de Souza – desaparecido
  • Cleber Rodrigues Azevedo – desaparecido
  • Dárcio Vânio Rego – desaparecido
  • Dick Farney de Oliveira – desaparecido
  • Ivan Furtado da Gama – desaparecido
  • Juraci dos Santos Brito – desaparecido
  • Wandel Ferreira de Lima – desaparecido
  • Adriano Sarmento de Castro – desaparecido
  • Marcelo Reis Moreira – desaparecido

4 respostas para “Vicentino continua desaparecido após naufrágio de rebocador no rio Amazonas, familiares pedem orações”

  1. Prezados, sou sobrinha de Marcelo Reis um dos desaparecidos nesse acidente.
    Não temos respostas das buscas.
    A busca que seria realizada na manhã deste domingo até agora nenhuma informação. Esse resgate está à 4 dias pra ser feito. Não há demora demais???
    Será que ao invés de homens trabalhadores fossem deputados, senadores ou celebridades já não haviam feito buscas mais incessantes e as informações fossem mais precisas?
    Onde está a solidariedade?
    Um descaso com os familiares.
    A empresa não está se esforçando. Para o tamanho e o porte desta empresa deveria ter um preparo para esse tipo de acidente.
    Queremos resposta! Queremos ação!

  2. Sou amiga do guerreiro e lutador Marcelo quero aqui expressar minha revolta nesse caso”marcelo”e os outros desaparecidos tem familias, tem amigos, e acima de tudo, eram trabalhadores, que estavam em auto mar transportando, a materia prima que contribue para o crescimento para a riqueza do BRASIL, serar autoridades, competentes, que.hoje no nosso País, só vale se for artista, jogador, ou políticos , (que nada fazem) pra crescimento do PAÍS? SERÁ QUE ESSES TRABALHADORES Ñ TEM DIREITO NEM DE SEREm VELADOS ENTRE OS QUE O AMAM???? QUEREMOS O MARCELO, VIVO OU MORTO, O QUE IMPORTA É TERMOS O MARCELO.. e vamos aprender respeitar a dor do proximo…o que ta acontecendo nesse caso, é apenas descaso, sabemos disso.
    #queremosomarcelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *