Publicidade

SindProf decide reiniciar paralisação em São João Batista, secretária diz que projeto chega amanhã na câmara

| 3 Comentários

O Sindicato dos Professores de São João Batista decidiu no início da noite de hoje, 04 de outubro, reiniciar a paralisação iniciada na próxima semana e suspensa após o prefeito da cidade, João Dominici, se comprometer a resolver as pendências reivindicadas pela categoria. Entre as demandas estão a regularização da situação merendeiras e vigias nas escolas e o projeto de lei que regulamenta os cargos públicos da cidade.

Uma comissão de professores foram ao prédio da Câmara de Vereadores hoje, durante a sessão, para acompanhar a votação do projeto de regulamentação dos cargos, porém o projeto ainda não tinha chegado à casa e decidiram reiniciar a paralisação até que o projeto seja votado na Câmara de Vereadores. Em conversa com o blog, a secretária de Educação, Ana Lúcia Moreno, disse que o projeto vai chegar amanhã pela manhã na câmara.

Ela informou também que o prefeito João Dominici deverá pedir aos parlamentares que o projeto seja votado em carater de urgência, o que pode levar os vereadores a votarem ainda esta semana o projeto de regulamentação dos cargos. Ao blog, a secretária informou que o projeto está pronto e que espera que a situação se resolva o quanto antes, informando que o prefeito João Dominici já assinou o projeto. Confiram a nota enviada ao Blog do Jailson Mendes, assinada pelo presidente do sindicato Israel Melônio.

Nota

Recebi um telefonema da Secretária de Educação Profa. Ana Lúcia, preocupada com o ocorrido hoje à tarde. Sabemos perfeitamente que houve grande interesse da mesma neste processo. Recebi também um telefonema do Presidente da Câmara Vereador Assis Araújo, mostrando – se também preocupado com o fato.

Como sabemos perfeitamente que nem a Secretária e nem o Presidente da Câmara tiveram como fazer algo neste momento, isto porque o Projeto de Lei não chegou na Casa Legislativa, como havíamos combinado com o Procurador que representava constitucionalmente o Município, frustando portanto, nossas expectativas e não cumprindo com sua palavra. Neste sentido, decidimos retomar o processo de paralisação a partir do dia 05/10/2017, conforme aprovado pela AG e que estava suspensa provisoriamente.

Tendo em vista ainda, que havíamos acordado a presença nas escolas dos Auxiliares de Serviços Diversos a partir do início de outubro o que ainda não aconteceu. Em seus telefonemas tanto a Secretária de Educação quanto o Presidente da Câmara, me afirmaram que iriam juntar esforços para aprovar o Projeto de Lei até dia 06/10/2017. A Secretária nos convidou inclusive, para protocolar a entrega do Projeto de Lei amanhã pela manhã na Câmara Municipal.

Diante do exposto, e tendo em vista que já suspendemos a paralisação por esse mesmo motivo uma vez, resolvemos MANTER A PARALISAÇÃO, até que o Projeto de Lei seja aprovado, esperamos que isto aconteça no espaço de tempo mais breve possível, assim como, seja resolvido a problemática dos auxiliares nas escolas. Finalmente agradecemos em primeiro lugar a Deus, em segundo, aos queridos companheiros e companheiras professores(as), aos alunos, pais, a sociedade joanina, ao interesse da Secretária de Educação, do Presidente da Câmara e demais vereadores que já se declararam favorável e, REPUDIAMOS com veemência a atitude de todos aqueles que torcem contra e atacam de forma injusta os guerreiros educadores.

Att/ Israel Melonio.

3 Comments

  1. EI QUE A CHORADEIRA É DEMAIS…

  2. VÃO CONTINUAR CHORANDO KKKKKKKKKKKK

  3. O que tem de gente mal informado e babão dos políticos aqui em São João Batista, não é brincadeira, começando pelos comentários anteriores.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.