Publicidade

SERVIÇOS DE SONDAGEM E TOPOGRAFIA DOS DIQUES DA BAIXADA COMEÇAM ESTE MÊS

| 0 comentários

Os trabalhos de levantamento de campo na área onde serão executadas as obras dos Diques da Baixada Maranhense deverão iniciar na segunda quinzena deste mês. A obra foi uma das principais pautas da reunião que aconteceu no fim da semana, entre o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), Cláudio Azevedo, o superintendente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), João Martins, e os gestores da Codevasf do Piauí e de Brasília, que apresentaram o relatório de consolidação do empreendimento.

A obra dos Diques da Baixada Maranhense prevê a construção de 71,2 quilômetros de dique, compreendendo uma área de 1.478 km2, abrangendo os municípios de Viana, Matinha, São João Batista, São Vicente Férrer, Cajapió, São Bento e Bacurituba.

Os diques visam à proteção das áreas mais baixas contra a intrusão salina, proveniente das oscilações de maré, assim como a contenção e armazenamento de água doce originária da estação chuvosa nos campos naturais, retardando o seu escoamento para o mar, mas sem alterar as cotas máximas naturais de inundação.

“Essa é uma obra muito importante, porque além de preservar o meio ambiente, evitando a salinização das águas da baixada, possibilitará o aumento de renda da população por meio de projetos de piscicultura, rizicultura e outras atividades agrícolas que serão possíveis com a retenção da água proporcionada pelo dique”, avaliou Cláudio Azevedo.

Os levantamentos de campo incluem topografia, cadastro físico, jurídico e socioeconômico e ensaios de laboratório (geotecnia), que são estudos básicos, necessários e imprescindíveis para a elaboração do Anteprojeto de Engenharia dos Diques da Baixada Maranhense. “Devido ao período de chuvas que assolam a região e deixam a área submersa, só foi permitido fazermos uma visita técnica ao local no mês de julho, quando a equipe da empresa vencedora do certame, nós da Codevasf e um técnico da Sagrima fomos até a área”, explicou o superintendente do órgão federal, João Martins.

Licitação

No mês de setembro de 2013 foi realizada a licitação para a elaboração do anteprojeto dos Diques da Baixada Maranhense. Em 22 de outubro do mesmo ano foi considerado vencedor o consórcio formado pelas empresas Engeplus Engenharia e Consultoria Ltda e a Proenge Engenharia e Projetos Ltda.

A previsão é de que em dezembro deste ano seja feita a licitação do projeto executivo para a execução da obra, orçada em cerca de R$ 100 milhões.

O secretário Cláudio Azevedo informou que quando as obras dos diques forem iniciadas, será possível ter de duas a quatro frentes de trabalho executando os serviços simultaneamente nas extremidades da área beneficiada pelo projeto e também no centro da mesma. “O Iterma [Instituto de Colonização e Terras do Maranhão] já realizou todo o levantamento fundiário da área onde serão construídos os diques”, acrescentou Cláudio Azevedo.

A Sagrima também realizou as audiências públicas – necessárias para o licenciamento ambiental da obra – nos municípios de Viana, São João Batista e Cajapió.

Também participaram da reunião, que aconteceu na sede da Codevasf do Maranhão, o diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf de Brasília, Sérgio Coelho; o secretário executivo da diretoria, Luiz Augusto Costa Fernandes; o gerente de Infraestrutura da superintendência da Codevasf no Maranhão, Julimar Alves; e o analista de Desenvolvimento Regional da Superintendência da Codevasf do Piauí, Francélio Pereira.

Os técnicos e diretores da Codevasf ainda realizaram, no fim de semana, um sobrevoo na região de implantação dos diques.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.