Publicidade

Secretaria de Educação paralisa atividades contra cortes de mais de 600 mil no Fundeb em Matinha

| 0 comentários

A Secretaria Municipal de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMECTI) de Matinha realizou ontem, 14 de julho, um grande ato contra os cortes de mais de 600 mil reais no Fundeb daquela cidade. Os cortes foi anunciado pelo Governo Federal e penalizou o município na ultima semana. Além da secretária Zilda Cantanhede, a prefeita Linielda de Eldo e vereadores participaram do ato.

Dezenas de funcionários e professores da Rede Municipal de Ensino também participaram e protestaram contra os cortes. De acordo com a secretaria paralisou suas atividades pedagógicas e administrativas em protesto ao corte nos recursos do Fundeb e atende uma decisão de paralisação total discutida no encontro da União de Dirigentes Municipais de Educação –UNDIME, ocorrida em 11 de julho em São Luís.

Com a medida tomada pelo Governo Federal a maioria das cidades maranhenses ficou impossibilitada de honrar com a folha de pagamento dos servidores da educação. “Em Matinha o desconto foi de mais de 600 mil reais, o que impossibilitou o município de efetuar o pagamento de todos os profissionais de educação da rede. Diante da situação a administração decidiu usar recursos do Fundo de Participação dos Municípios –FPM para a complementar o pagamento dos salários dos servidores da educação”, explicou.

Em todo o estado do Maranhão o valor alcança R$ 224 milhões. Segundo a bancada do estado no Senado, trata-se de um descumprimento de um acordo firmado com a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) por parte do governo federal que penalizou todo o estado.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.