Publicidade

Programa ‘Diques de Produção’ beneficiará mais de 30 municípios da Baixada Maranhense

| 3 Comentários

Atendendo as solicitações dos 35 municípios da Baixada Maranhense, o Governo do Estado lança, nos próximos dias, o programa ‘Diques de Produção’, que tem como objetivo evitar a salinização dos campos da Baixada Maranhense, retendo a água doce por mais tempo nos campos, o que permitirá o crescimento da atividade agropecuária, garantindo a movimentação econômica da Baixada Maranhense.

O programa será acompanhado diretamente pelo Comitê Diques da Produção, formado por representantes da Casa Civil, Secretarias de Estado da Agricultura Familiar (SAF); Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima); Desenvolvimento Social (Sedes); e Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), todas trabalhando de forma conjunta para a plena preservação e desenvolvimento das áreas.

Para que o programa pudesse ser criado, o governador Flávio Dino assinou um decreto em maio deste ano instituindo as diretrizes do ‘Diques de Produção’. Na ocasião, o governador Flávio Dino destacou que a iniciativa é a realização de um sonho antigo da população da Baixada Maranhense e que experimentos exitosos como os de Anajatuba e Bacurituba servirão para implantação do programa. “Há programas federais, mas nós estamos criando o programa estadual e as ações começam ainda neste ano de 2016”, disse.

O subsecretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Edjahilson Souza, destacou a importância de tornar concreto o desejo de melhoria da qualidade de vida de muitos maranhenses. “A intenção do programa é combater a salinização e perenizar a água doce dos campos das baixada, aumentando o ciclo da produção dos campos e ampliar os projetos de piscicultura, horticultura, de plantação de arroz e hortaliças que são afetados pelas entradas de água salgada nos campos”, explicou.

Diques de Produção

O aumento da oferta hídrica contribuirá para o incremento da economia local, gerando novas alternativas de trabalho e renda para a população das cidades de Alcântara, Anajatuba, Apicum-Açu, Arari, Bacuri, Bacurituba, Bela Vista do Maranhão, Bequimão, Cajari, Cajapió, Cedral, Central do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Cururupu, Guimarães, Igarapé do Meio, Matinha, Mirinzal, Monção, Olinda Nova do Maranhão, Palmeirândia, Pedro do Rosário, Penalva, Peri Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão, Presidente Sarney, Santa Helena, Santa Rita, São Bento, São João Batista, São Vicente Ferrer, Serrano do Maranhão, Viana e Vitória do Mearim.Com a obra, os efeitos ambientais esperados são a proteção das áreas mais baixas contra a entrada de água salgada pelos talvegues naturais (igarapés), protegendo assim os ecossistemas e os mananciais de água doce da região. Além disso, os diques passarão a armazenar a água da chuva que provém de uma precipitação média de 2 mil milímetros de janeiro a junho, e que no restante do ano é praticamente zero.

Folha de SJB

3 Comments

  1. Kkkkk essa e pra sorri. Mesmo mudaram sor o nomir de. Dique da bsixada pra producao o povo nao acredita mais nisso porque chegou epoca de campanha inventaram essa

  2. Conversa para boi dormir já está próximo de uma eleição eles procuram nos tapear com falsas conversar vamos ficar pelo menos, desta vez experto eles são capazes de fazerem boi voar essa conversa é velha.

  3. Olá,
    Estou Ms. Davila é uma busca empréstimo por mais de 3 meses
    I foram enganados muitas vezes em sites de empréstimo entre particular,
    querendo um empréstimo feito entre em particular entre várias pessoas.
    Mas cada vez que eu tenho um falso credores
    no final eu não conseguir nada na minha conta. Mas felizmente eu
    caiu sobre uma senhora nome Lise realmente simples e gentil para me ajudar
    encontrar o meu empréstimo de 70.000 € que eu recebi na minha conta 48 horas
    depois, sem muito protocolo.
    Então você que estão em necessidade como eu, você pode escrever para ele e
    lysemarie3@gmail.com

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.