Publicidade

Prefeitura e Ministério Público lançam projeto “Ler, escrever e pensar” em Olinda Nova do Maranhão

| 0 comentários

O Ministério Público, a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado lançaram ontem, 14 de junho, o projeto “Ler, escrever e pensar – conscientizar para transformar”, na cidade de Olinda Nova do Maranhão. Elaborado pela Promotoria de Justiça da cidade, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto visa despertar a consciência crítica e a politização de estudantes das redes públicas de ensino, através de atividades de leitura, debate, pesquisa e escrita, tendo como foco a prevenção e o combate à corrupção.

O evento foi realizado na quadra esportiva da cidade, reunindo estudantes, professores, promotores de justiça de outras comarcas, autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Municipal. Na mesa de abertura estavam o prefeito Costinha; do secretário de Edyucação, Raimundo Filho; do vereador Valdeni; do promotor de Olinda Nova, Lindomar Luiz Della; a promotora de São Vicente e Cajapió, Alessandra Darub; o promotor Março Antonio, que representou o procurador Luiz Gonzaga; além do juiz representante da Justiça e da promotora da cidade de Açailândia.

Em sua apresentação, o promotor de justiça Lindomar Luiz Della , idealizador da ação conjunta, anunciou que o projeto vai promover um concurso de redação entre alunos do 9ª ano do ensino fundamental e das séries do ensino médio das escolas da rede pública de Olinda Nova do Maranhão. As redações serão feitas a partir do estudo do livro “O Nobre Deputado”, de autoria do juiz Márlon Reis. Ao final do processo, serão escolhidas as 18 melhores redações, que serão premiadas com bolsas de estudo em cursinhos preparatórios para o Enem, tablets, smartphones e notebooks. As inscrições serão iniciadas em julho.

“Esse projeto vai ter um alcance social muito grande, porque propõe uma transformação por meio da participação do aluno que vai ler, refletir e discutir com amigos e familiares as lições que aprendeu sobre como escolher melhor os nossos representantes”, ressaltou o promotor de justiça. O mesmo foi compartilhado pelo secretário Raimundo Filho, que falo destacou a importância de se discutir, nas escolas, a questão da corrupção e incentivar a prática da leitura.

O prefeito Costinha destacou que o projeto está alinhado com a proposta da gestão junto à sociedade, principalmente no diz que respeito à promoção e ao incentivo à educação. “Nós defendemos a inclusão social das pessoas como seres políticos pensantes e agentes sociais. Sabemos que a conscientização e a informação política leva as pessoas a escolherem melhor seus representantes e acreditamos que a grande transformação social começa na escola”, afirmou o prefeito.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.