Publicidade

POPULAÇÃO DESTRÓI CERCAS ELÉTRICAS NO POVOADO ALEGRE

| 1 Comentário

Cerca de 40 homens dos povoados Alegre, Coqueiro, Maravilha e Enseada Funda se reuniram neste sábado e destruíram diversas cercas elétricas, que estavam impedindo que os moradores pescassem nos campos e lagos da região. De acordo com as informações passadas ao Portal Folha de SJB, os moradores pediram ajuda da polícia, mais polícia se recusou, por falta de leis específicas. A ação derrubou cercas elétricas que cercavam os campos dos povoados e pôs fim à um dos graves problemas da Baixada Maranhense, que são as cercas elétricas nos campos. A operação foi realizada apenas no povoado Alegre, mais já tem data marcada para acontecer também nos povoados vizinhos. O assunto é bastante polêmico e já está sendo discutindo em diversas esferas de poder.
Cercas elétricas e búfalos: problemas que afligem a Baixada Maranhense / Foto: Portal Folha de SJB / Povoado Coqueiro – SJB
No ano passado, o deputado Jota Pinto informou que a Assembleia Legislativa aprovou um requerimento de sua autoria, pedindo a realização de uma audiência pública com a Comissão de Meio Ambiente da Casa, com o objetivo de discutir a preservação da Baixada Maranhense e o problema das cercas elétricas que tomam conta dos campos.  O parlamentar informou que percorreu a Baixada Maranhense e viu que praticamente quase todos os campos da região tomados pelas cercas, principalmente as eletrificadas que põe em risco a vida da população. “Temos os campos mais belos do Brasil. Mas, lamentamos que a maioria desses campos estão praticamente cercados e até hoje ninguém tomou providência”, afirmou.
Para discutir o problema, foram convidados para a audiência pública representantes da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), da Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, do Ministério Público Federal do Maranhão (MPF/MA), da Agência Reguladora Agropecuária do Maranhão, do Instituto Chico Mendes, da Delegacia Patrimônio da União (DPU) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Para Jota Pinto, os campos da Baixada não têm dono, pois pertencem à União e ao Estado. Segundo ele, o cidadão baixadeiro vive reclamando da ocupação dos campos e pedindo providências. “Vamos apresentar um projeto de preservação dos campos da Baixada Maranhense na Assembleia Legislativa”, adiantou.
Na avaliação de Jota Pinto, depois de aprovado pela Assembleia e sancionado pela governadora Roseana Sarney, seu projeto tornará possível cobrar das autoridades competentes as devidas providências para garantir o direito dos baixadeiros, que querem apenas ir e vir e pescar nos campos da Baixada Maranhense, sem correrem o risco morrerem eletrocutados nas cercas.
Folha de SJB

One Comment

  1. Demorou para que alguém tomasse uma posição sobre essa situação! Os ricos se acham dono de tudo.
    Valeu Pessoal O que Deus fez é para todos.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.