Polícia prende quadrilha que clonava números de celulares de prefeitos do Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) apresentou nesta quarta-feira (16), um grupo que foi preso pela acusação de crimes em estelionato e associação criminosa.

A quadrilha clonava um número de chip de celular, e por meio de aplicativo de mensagens de texto, entrava em contato com familiares e amigos da vítima, para pedir valores por transferências bancárias.

Os acusados José Jorge Xavier Alves; Lottas Mateus Ribeiro Caldas; Hallen Devid Cosmo do Nascimento; Bruno Nascimento Alves de Morais; Marcos Aurélio Santos Freitas Filho; Márcia Sebastiana Sousa de Jesus e Anniele Raina Barreto Granjeiro se passavam pela vítima do chip clonado e pediam ajuda financeira. O grupo criminoso fez vítimas em vários municípios do Maranhão.

Um dos investigados já fora preso pela SEIC, pelo mesmo tipo de crime, mas encontrava-se gozando do benefício da Liberdade Provisória.

Relação com chips de prefeitos clonados

Alguns políticos relataram que foram vítimas de clonagem de chip, o prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Fufuca Dantas (PP) teve nesta terça-feira (15) seu telefone celular clonado, e conhecidos pediram dinheiro por meio do Whatsapp.

Esta semana, o prefeito de Viana, Magrado Barros, teve seu número clonado. Em 2018, o marido da prefeita de Matinha, Eldo Jorge, teve seu número clonado. Também no mesmo ano, os prefeitos de Cajapió e Olinda Nova do Maranhão também foram vítimas do mesmo golpe.

O prefeito de Paço de Lumiar, Domingos Dutra, relatou que também teve o chip clonado. A polícia revelou que estão investigando o caso, e que tudo leva a crer, que essa quadrilha foi a responsável por essas clonagens. Inclusive, de políticos do  Paraná.

Uma resposta para “Polícia prende quadrilha que clonava números de celulares de prefeitos do Maranhão”

Deixe uma resposta para Guela Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *