Ministério Público ajuíza ação para prefeito de Cajapió regularizar repasses de servidores ao INSS

| 1 Comentário

Dr. Marcone, prefeito de Cajapió

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) ajuizou, em 11 de dezembro, Ação Civil Pública de Obrigação de Fazer, solicitando que o Município de Cajapió, comandado pelo prefeito Dr. Marcone, seja obrigado, em caráter liminar, a regularizar os repasses das contribuições previdenciárias de dois professores da rede pública de ensino.

Em decorrência da falta dos repasses, Maria da Paz Teixeira Barros, 61, e José Diniz Silva, 70, estão impossibilitados de receber aposentadoria via Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

“Assim como os dois professores, no Município de Cajapió existem vários servidores com tempo de serviço suficiente para aposentadoria, mas o beneficio é negado por causa de tempo insuficiente das contribuições previdenciárias”, explica a titular da Promotoria de Justiça de São Vicente Férrer, Alessandra Darub Alves, que formulou o pedido, com base na Notícia de Fato nº 32/2017.

Cabe aos Municípios reter as contribuições previdenciárias patronais e dos servidores e repassá-las aos devidos institutos de previdência social. Entretanto, a falta de repasse destes valores é uma prática recorrente do Município de Cajapió, que é termo judiciário de São Vicente Férrer.

“Além de negar o direito a aposentadoria, os servidores perdem direito a licenças-maternidade, licenças para tratamento de saúde e outras”, enfatiza a representante do MPMA. Fonte: MPMA.

Folha de SJB

One Comment

  1. Cara sacanagem grande mais não é de agora não isso vem acontecendo a vários anos cambada de ladroes safados é só eles que precisao do dinheiro que nem é deles

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.