Luto: morre aos 67 anos o mestre Bigurrilho, maior ícone da cultura de São João Batista

| 1 Comentário

Morreu há poucos minutos o Mestre Bigurrilho, maior ícone da cultura de São João Batista. Aos 67 anos, Joaquim Roque Pereira era tido com um dos maiores incentivadores da cultura popular do Maranhão e sempre foi reverenciado por seus pares.

Mestre Bigurrilho morreu agora pela noite

Ele estava internado desde o início da tarde de hoje e não resistiu e veio a falecer agora a noite, por volta das 19:30 horas. Maior incentivador da cultura de São João Batista, Bigurrilho deixa uma lacuna história do município.

Vivo, comandou a Turma do Salgueiro, com 47 anos de apresentação; o grupo de bumba-meu-boi ‘Boi da Fazenda’ e diversas outras manifestações culturais como quadrilhas, dança do coco, cacuriá, carimbó e outras. É, de longe, o maior ícone da cultura joanina.

Segundo as informações, ele já vinha sofrendo de pressão arterial alta, teve AVC e outras complicações. Tinha dois filhos e morava com a aposentada Maria, que o ajudava na lida diária. Ele sempre morou no povoado Beirada e é lá que será velado, a partir de hoje, e enterrado amanhã.

Homenagens

Desde o ano passado, Bigurrilho vem sendo homenageado por diversos grupos e pessoas. Em 2016, recebeu o Prêmio Freitas Câmara, conferido pelo Fórum da Juventude de São João Batista. Em 2017, recebeu homenagens de amigos e este ano foi homenageado pelo antropólogo João Damasceno, com a criação do Bloco do Bigurrilho; pela Secretaria Municipal de Cultura e por amigos.

Folha de SJB

One Comment

  1. Lamento profundamente a morte de Bigorrilho, nossa convivência é antiga,desde a adolescência.
    A cultura da nossa terra perde um grande incentivador e divulgador das nossas manifestações culturais.
    ‘A sua família e a tofa a comunidade da Beirada envio neste momento de dor e de sentimento de perda, os sinceros votos de pesar, rogando a Deus que conforte a todos…

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.