JERSAN ARAÚJO: ROMPIMENTO POLÍTICO EM SÃO JOÃO BATISTA

| 0 comentários

O que era previsível desde o início da administração do prefeito Amarildo Pinheiro, de São João Batista, aconteceu: o rompimento político dele com o ex-prefeito Eduardo Dominici que liderou o seu grupo político no apoio ao atual mandatário municipal. Os comentários sobre as divergências entre eles são antigas, mas o desfecho foi no último dia 30 de junho (domingo passado). Não dá para avaliar, no momento, quem perde ou quem ganha com esse rompimento aparentemente prematuro. 
O tempo se encarregará de mostrar se um deles teve razão ou se ambos foram precipitados na tomada de posição tão radical. Como amigo dos dois líderes, continuarei acompanhando as conseqüências desse episódio e informando com imparcialidade aos leitores o seu desdobramento.

 Como ex-vereador, militante político no município integro o grupo que elegeu e reelegeu Eduardo Dominici, respectivamente, em 2004 e 2008, e, que elegeu Amarildo Pinheiro em 2012, reservo-me o direito de colher mais informação, sobre as razões de cada um deles, para opinar sobre o fato, que, através do diálogo, acreditam alguns, poderá ser reversível. 

Eduardo Dominici anunciou que neste final de semana estaria em São João Batista. Amarildo, que estava lá desde terça-feira, teria retornado ontem (sábado) a São Luís e que amanhã (segunda feira), viajará para Brasília, onde cumprirá agenda de compromissos com parlamentares maranhenses e nos ministérios. Retornará quinta-feira.  

Fonte: Coluna do Jersan  e Folha de Sjb.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.