GRÁVIDA DE 14 ANOS MORRE EM SÃO JOÃO BATISTA

| 11 Comentários

Uma adolescente de 14 anos morreu antes de dá a luz em São João Batista. De acordo com as informações, se trata de Daniela Almeida, moradora do povoado Santa Rita, que deu entrada hoje no Hospital Municipal e após complicações, ela faleceu.

A secretária de saúde, Sandra Lacerda, se manifestou no grupo do whatsapp administrado pelo titular do blog, chamado ‘SJB em Debate’. De acordo com ela, se trata de uma “paciente menor de idade(14 anos), que deu entrada no hospital por volta das 7 horas de hoje, sendo examinada por dr Samuel Okoro, com início de trabalho de parto, com contrações normais e perda de líquido discreta. Ao meio-dia, com aumento das contratações, paciente foi novamente examinada,  já com 4 cm de dilatação,  mas referindo que queria fazer cesariana”.

Conta a secretária que “até às  16 horas, tinha dilatação completa, com boas contrações,  mas se recusava a colaborar no parto normal, apesar de que o médico tinha constatado boas condições de parir normal. O enfermeiro chamou a mãe da paciente à sala de parto, para tentar convencer a mesma a ajudar,  o que ela também não conseguiu. Foi inclusive colocado soro com Orastina pra ajudar nas contratações,  mas a paciente não colaborou e não teve condições de parto normal”.

Ela terminou a nota dizendo que “foi então decidida ser realizada cesariana, sendo que, logo após a anestesia raque, a paciente fez CHOQUE ANAFILATICO,  evoluindo bruscamente pra perda da consciência e parada cardio-respiratoria, sendo que foram tentadas manobras de ressuscitação,  sem êxito.  O dr Samuel Okoro fez a cesareana mesmo assim, salvando a criança. Lamentamos profundamente o ocorrido, sendo que mandaremos analisar todo o lote do Anestésico usado ( NEOCAINA PESADA ), por não ser o primeiro caso a acontecer recentemente em cidades do interior do Estado”.

O Blog Folha de SJB não ouviu nenhum dos familiares, que podem entrar em contato pelo telefone deste blogueiro. Segundo informou a direção do hospital, a Prefeitura Municipal de São João Batista, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, está prestando toda a assistência à família.

Folha de SJB

11 Comments

  1. AGORA CULPADA É A MENINA POR TE MORRIDO É ISSO QUE ESTA TENTANDO PASSAR AO PUBLICO ESSA SENHORA .. PÊSAMES A FAMÍLIA ENLUTADA

  2. Isso é um absurdo!
    Até quando São João Batista? Até quando?
    CCCHHEEEEEGGGAAAAAA! !
    Não aguentamos mais ver tanta tragédia. Parir é um ato de amor e não de sofrimento. Vamos colecionar tragédias? Não.
    Quantos casos e descasos! Ela era uma criança. Grávida na adolescência precisando de força e apoio.

    • Gente também passei por um triste episódio em Olinda nova, quase morri .. mas graças à Deus estou bem e meu filho também. . Alguém poderia me dar o contato do blogueiro. . Preciso fazer umas denúncias. Sei q há algo errado com essas anestesias. .. Minha história foi assustadora.. preciso conversar com o Jailson .. alguém me passe o contato por favor. ..

  3. Eu engravidei com 15 anos e quando fui ter o meu filho fui humilhada ficarão fazendo piada forçaram parto normal sendo que eu não tinha passagem . graça a Deus não morri nem meu bebê mais o descaso por ser menor foi absurdo. meus pesares pela família.

  4. É lamentável nos depararmos com situações como estas que deixaram de ser peculiares tornando se rotineiras em nossa tão querida São João Batista.
    Hoje mesmo de longe procuro inteirar-me dos acontecimentos para não condicionar ao esquecimento as lembranças da minha terra, e a cada click convenço me mais de que os joaninos estão a mercê da incompetência de uma má administração em todos os setores e principalmente na saúde, o que vem estarrecer qualquer um, é o descaso com as VIDAS que está acontecendo por ai. Ainda temos que ouvir da Srª Secretária justificativas inadmissíveis eximindo a responsabilidade do hospital, e ainda atribuindo a culpa à jovem em questão pelo fato de ser menor de idade.

    Srª Secretária, Administração, setores competentes esse já não é o primeiro caso de óbito de gestante como bem relata a secretária e só agora serão analisados o lote de anestésicos utilizados?

    Secretária, só para conhecimento, pois, talvez você ainda não sabe, e se, já o conhece fica para reforçar:
    “Art. 196. Da nossa constituição diz que: A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução dos riscos de doença e de outros agravos e o acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”

  5. Rapaz, isso agora foi atestado de burrice mesmo, a paciente está com delatação e perdendo liquido, esses malas ainda querem forçar parto normal! meu deus! é muita incompetência mesmo… a paciente está perdendo liquido, não pode ficar querendo acerta na loto, tem que cortar mesmo… Essa secretária de saúde não é uma inferneira que da noite para o dia se tornou secretária e uns puxa saco ficando parabenizando a mesma, ha! tem que fazerem mesmo, é irma da primeira dama, se não dança de acordo com a musica, é rua!!!
    Dd. Samuel, já estamos cheios de teorias nessa saúde municipal

  6. esse Dr. Samuel é um especialista em tar no zap com suas ideias mirabolantes na teoria e na pratica nada…

  7. Jailson por favor; entre em contato comigo 9844333952 ou 988551460

  8. não queremos continuar com um gestor que nada faz em beneficio do nosso povo, chega de tanta mentira e promessa fiada desses gestores que não tem compromisso com a nossas cidade e os nossos conterrâneos, talvez não seja culpa da Secretaria de Saúde, par ter uma ideia só na gestão desse prefeito Amarildo, mentiroso os Secretários não tem o que fazer, ou seja o prefeito não os dar condições dos mesmos fazer uma administração exemplar, até uma nota de combustível que os secretários precisam, tem que ter a autorização da primeira dama, parece que e ela que e o prefeito ou seja temos em nossa cidade um prefeito canoa governada pela esposa, assim já e de mais, o que e pior o mesmo ainda que si reeleger, infelizmente isso não vai acontecer nunca.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.