Publicidade

FÓRUM DA JUVENTUDE POE A SOCIEDADE PARA TRABALHAR, POR GILDO LOPES

| 0 comentários

Reverendo Gildo Lopes
Encabeçando o projeto “Natal sem Fome” de 2013, o Fórum da Juventude conseguiu angariar cerca de 70 cestas básicas para distribuí-las nas regiões mais carentes da cidade de São João Batista/Ma. A distribuição foi realizada dia 23 de dezembro, em vários povoados, e para isso contou com doações de diversas entidades, autoridades, funcionalismo publico, comércios e escolas.
Na verdade o que se tentou aqui foi realizar um ato de conscientização social em favor dos pobres e necessitados. A campanha Natal Sem Fome é um evento que ocorre a nível nacional a mais de vinte anos promovendo solidariedade entre as pessoas por meio da arrecadação de alimentos a fim de amparar famílias necessitadas dos municípios com doações de cestas de natal.
Esse grandioso projeto de ação social fundado pelo sociólogo Herbert de Souza, o Betinho nos meados de 1993, tem mobilizado todos os segmentos da sociedade brasileira a atuar junto às famílias carentes, com o duplo propósito de promover ações assistenciais estimulando a participação de todos os cidadãos, em segundo, “denunciar a falta de políticas públicas efetivas de combate à fome”.
Em 2006 ampliando a visão do movimento pela ética na política, a campanha denominada “Natal sem Fome dos Sonhos” passou a arrecadar brinquedos e livros para denunciar as violações dos direitos sociais de lazer e educação de crianças e adolescentes. Isso vem nos mostrar que o projeto natal sem fome não teve só um plano de comoção social pelas pessoas que não tinham o que comer na ceia tradicional do natal, foi um ato político no combate a fome.
No que tange as cestas distribuídas, poderíamos dizer que setenta cestas básicas distribuídas em mais de 11 povoados, para contemplar setenta famílias é pouco ou quase nada se considerarmos o senso da população municipal, mas se o que se pretendeu fazer foi pouco em quantidade arrecadada, o foi pelo grande montante de dissabores que há na sociedade, o desnível social, o desemprego, a má distribuição de renda, tornando a comunidade mais carente de ajuda. Assim o projeto teve a função de amenizar o sofrimento e as necessidades do público de baixa renda “pondo a sociedade para trabalhar”.
No Novo Testamento bíblico encontramos Jesus inserido em uma época onde a pobreza era uma dura realidade, tanto que no famoso sermão do monte tentou mobilizar a sociedade dizendo: “Bem – aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão abastecidos”;Mateus 5:6. Aqui em nossa cidade temos pessoas assim, bem – aventuradas, solidárias, que traduzem nas suas atitudes, seus nobres sentimentos de generosidade, que amam colaborar para reduzir a fome numa época em que celebramos a vida.
Não podemos deixar de lembrar que esse tipo de atitude tomada pelo Fórum da Juventude evidencia a urgência de resgatar a dignidade da sociedade de baixa renda ou até mesmo sem nenhuma renda, e desafia a sociedade Joanina a trabalhar acreditando e investindo intensamente num projeto com maiores proporções para o ano de 2014, conforme acontece em outros municípios espalhados pelo país a fora, para que se tenha notícias de muitas centenas de cestas distribuídas, não só para os povoados, mas à todas as famílias carentes da cidade. Todavia para tudo isso acontecer realmente, é preciso que se tenha a habilidade de mobilizar toda sociedade Joanina para trabalhar em favor da campanha neste ano, porque sozinho ninguém é capaz.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.