Publicidade

Flávio Dino cria Centro de Educação Quilombola em São Vicente Ferrer e homenageia Flaviano Pinto Neto

| 2 Comentários

Com o intuito de fortalecer e dar mais autonomia às escolas que ofertam a educação quilombola no estado, o Governo do Maranhão, por meio de decreto do governador Flávio Dino, transformou seis anexos escolares presentes em territórios quilombolas dos municípios de Mata Roma, Itapecuru, Vargem Grande, São Vicente de Ferrer e Vitória do Mearim, em Centros de Educação Quilombola.

A ação além de integrar o trabalho que a Secretaria de Estado da Educação vem desenvolvendo para reordenar a rede pública estadual, representa lutas históricas do povo quilombola, que por décadas lutam por autonomia e melhorias para essa modalidade de ensino. A Educação Escolar Quilombola requer uma pedagogia própria em respeito à especificidade étnico-cultural de cada comunidade e formação específica de seu quadro docente, observando-se os princípios normativos que orientam a educação básica brasileira.

Entre as ações destaca-se a realização da I Formação Continuada em Educação Escolar Quilombola para professores da rede, Elaboração dos Referenciais Curriculares Estaduais da Educação Escolar Quilombola, Oficinas sobre Educação para as Relações Étnico Raciais em municípios que registram comunidades quilombolas, assessoria sobre práticas pedagógicas e educação antirracista, orientações para construção de Projeto Político-Pedagógico, considerando o respeito pela diferença e pela diversidade que são dimensões fundamentais do processo educativo.

Conforme Lei nº 3.708 regulamentada pelo Governo do Maranhão, a partir de 2018 estas escolas, assim como todos os Centros de Ensino da rede pública estadual, realizarão em sua aula inaugural uma homenagem aos seus patronos: “Um verdadeiro resgate histórico e de valorização das biografias dessas pessoas que tanto contribuíram pela comunidade”, concluiu o secretário Felipe Camarão. Em São Vicente Ferrer, o governador homenageou o líder quilombola Flaviano Pinto Neto.

Centro de Educação Quilombola Flaviano Pinto Neto (São Vicente de Ferrer): Líder quilombola da Comunidade “Charco”, Flaviano Pinto Neto foi brutalmente assassinado, em 30 de outubro de 2010, devido à disputa de terra neste território. O sentimento que move a comunidade é a coragem, que manteve as famílias mobilizadas na luta pelo seu direito à terra e pela sua sobrevivência. Eles resistiram ao incêndio da associação, ameaças de morte e ordens de despejo. Desta forma, Flaviano, com sua história de coragem e luta, foi escolhido como patrono da escola.

Familiares de Flaviano Pinto Neto

Folha de SJB

2 Comments

  1. Pingback: Flávio Dino cria Centro de Educação Quilombola em São Vicente Ferrer e homenageia Flaviano Pinto Neto - Rádio e TV Maracu AM 630

  2. ESSE CARA MORAVA EM SÃO PAULO VEIO DE LÁ INVADIR TERRAS ALHEIAS AGORA QUE MORREU É BONZINHO HOMENAGEM A PESSOA NÃO GRATA

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.