Publicidade

Família de preso contesta informações da Polícia Civil de São João Batista

| 0 comentários

Acusado / Foto: Polícia Civil

Familiares do senhor João Batista Costa, preso na semana passada por tráfico de drogas em São João Batista, contestaram as informações passadas pele delegado Dr. Alonso. Segundo eles, se trata de um pai de família, morador da região da Ponta da Engenho e que, ainda segundo eles, as informações passadas não correspondem com a verdade.

Em contato com o blog, o irmão de João Batista Costa, identificado como Valdomiro, trata-se de um caso de 2013, onde ele foi acusado como cúmplice de uma pessoa que estava vendendo drogas. Na ocasião ele foi preso e passou a responder em liberdade e desde então vendo participando das audiências.  Inclusive, inclusive ainda segundo as informações, ele foi chamado à delegacia e nem sabia do que se tratava e acabou descobrindo que havia um mandado de prisão em aberto.

“Ele mora no Boticário, é trabalhador de roça e acabou de perder uma filha  recém nascida. Por conta da doença dela é  que ele veio umas duas vezes em São Luís. A informação a que me refiro é dele morar no Anjo da Guarda e traficar drogas. O meu irmão tava trabalhando honestamente. Recentemente ele tirou um atestado de vida e residência na delegacia. Essa acusação repentina é um absurdo”, finalizou.

O blog informa que publicou as informações passadas pela Polícia Civil de São João Batista e que foram passadas pelo delegado Dr. Alonso. Também informa que resolveu publicar esta matéria para manter o contrário e cumprir seu dever de ouvir as duas partes, tanto a polícia como familiares.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.