Estudante de Cajapió divulga nota sobre acusação de ter furtado celular por duas professoras universitárias em São Vicente

| 1 Comentário

Resultado de imagem para nota de repúdioPor meio desta nota, gostaria de deixar o meu repúdio quanto a uma acusação insana que injustamente sofri de ter furtado um aparelho celular, essa feita por parte de duas professoras universitárias (Maria Ivonety e Dalva Napoleão) que naquele ato, prestavam serviço à FLATED e fizeram parte de um projeto organizado por esta faculdade a qual sou discente (estudante). O ocorrido foi no dia 21/10/2018 (domingo), no prédio da colônia dos pescadores em São Vicente Ferrer, em meio a inúmeras pessoas me levando a um constrangimento irreparável.

De acordo com acusação, eu teria pego o celular em um dia anterior no qual estive no prédio juntamente com outras colegas para organizar o local para a realização do referido projeto, o constrangimento foi ainda maior quando fui ameaçada verbalmente pela professora Dalva Napoleão de ser conduzida pela mesma até a Delegacia Regional de Viana para esclarecer o caso, haja vista não haver delegado em São Vicente naquele momento, assim como também ameaçou enviar a polícia militar de Cajapió para revistar a residência da minha avó de 96 anos onde resido.

Algo que ainda me deixou mais indignada foi quando a minha amiga procurou o Coordenador e responsável pelo curso no intuito de que a situação fosse resolvida da melhor forma dentro da legalidade, o senhor Jose Raimundo se pronunciou da seguinte forma: ”Não tenho nada a ver com isso, se resolva com as professoras”. Como pode acontecer tal fato? Se quem poderia ser o mediador para a resolução do caso se ausentou dessa forma sem contar com as suas responsabilidades civis? Toda acusação é sem cabimento e principalmente sem provas. Visto que o caso não pôde ser resolvido no local da ocorrência estou no aguardo da resposta no judiciário.

Sou filha de lavradores e de família humilde, dividi com meus irmãos roupas para minha subsistência, no entanto jamais roubei ou furtei algo de alguém ou sequer tinha sido acusada. Tenho uma imagem ilibada e estou sofrendo agora psicologicamente e espero que tudo seja esclarecido e os culpados sejam penalizados pela conduta. Deixo aqui os meus sinceros agradecimentos à minha família e aos integrantes do meu grupo de estudo, assim como aos demais colegas de faculdade, tanto de Cajapió quanto de São Vicente Ferrer e ao senhor Dr. Cicero, pelo apoio e esclarecimento. Esses estiveram comigo e puderam constatar o quanto fiquei impactada ao sofrer tamanha acusação.

Entretanto, vou me manter de cabeça erguida, já que tenho certeza da minha inocência. Peço desculpas a todos pelo ocorrido, já que injustamente me tornei parte.

Muito obrigado.

Maria Isabel Moraes Araújo

Cajapió-Ma

31/10/2018

Em tempo

O Blog do Jailson Mendes fica a disposição para divulgar a versão das duas professoras.

One Comment

  1. Você sendo inocente não hesite, entre imediatamente com uma ação contra seus acusadores. Não pode existir coisa pior para uma pessoa honesta.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.