Publicidade

Em nota, Semed e SindProf buscam soluções para completar os 200 dias letivos em São João Batista

| 13 Comentários

Ana Lúcia e Israel assinaram a nota

Os representantes da Secretaria Municipal de Educação e o Sindicato dos Professores assinaram uma nota, enviada ao Blog do Jailson Mendes, em que se posicionam sobre a busca de soluções para completar os 200 dias letivos para a Rede Municipal de Ensino de São João Batista. A nota foi assinada pela secretária Ana Lúcia Moreno e pelo presidente do sindicato, Israel Melônio.

No documento, Ana Lúcia e Israel Melônio dizem que estão alinhadas em busca ao respeito e garantia dos 200 dias letivos, assegurando ao direito dos alunos, no que se refere ao fechamento do ano letivo de 2017 e que se reuniram com a Procuradoria Geral do Estado na ultima terça-feira, 07 de novembro, em que o órgão exigiu, através do Ministério Público, o cumprimento da íntegra do ano letivo.

“Desse modo, a Semed e o SindProf buscam uma alternativa aceitável para o fechamento do ano calendário escolar, sugerindo a promoção de aulas aos sábados ou estendendo o calendário até o dia 28 de janeiro de 2018, como já havia sindo estipulado pela Secretaria Municipal de Educação de São João Batista”, disse a nota.

Por fim, tanto a secretária como o presidente do sindicato, pediram compreensão aos pais, alunos e toda a comunidade escolar da Rede Municipal de Ensino da nossa cidade. Vejam a íntegra da nota.

13 Comments

  1. E MAIS UMA VEZ QUEM ACABA PAGANDO O PATO POR IMCOMPETÊNCIA ALHEIA,
    É QUEM NÃO TEM CULPA DE NADA ” OS ALUNOS “.
    PARABÉNS!!!!!

  2. A QUE PONTO ESSE DESGOVERNO CHEGOU. NÃO TEM MAIS NADA O QUE FAZER GENTE, AGORA É ESPERAR QUE MELHORE EM 2018, MAS DO JEITO QUE ESSE POVO TEM SEDE DE DINHEIRO, É COMPLICADO

  3. Israel já aderiu ao governo?

    • Caro Erinaldo, estou assinando uma Nota que diz respeito ao direito do aluno, como representante legal e institucional de uma entidade representativa de uma categoria que está inserida neste contexto. Isto não significa adesão política ao atual gestor. Espero que tenha respondido a sua pergunta.

  4. Folha de SJB removeu este comentário

  5. Isso é lei dos 200 dias e esses professores tem que cumprir mesmo já tinha decido ir ao ministério publico denunciar se não fosse cumprido este calendário

    • Eu também iria denunciar mas parece que advinharam que a denuncia seria feita mas ainda vou ao ministério público denunciar o déficit de aulas de alguns professores.

    • Muito pelo contrário, os professores nunca se negaram em cumprir com seus deveres e obrigações, no que tange os direitos dos alunos assegurados em lei. Tanto é, que historicamente, quando o município decide iniciar o ano letivo, estão todos prontos a iniciarem, assim como historicamente, quem determina o fim do ano letivo é a gestão, se em algum ano não foram cumpridos os 200 dias letivos, a culpa não é do professor.

  6. Pingback: Em nota, Semed e SindProf buscam soluções para completar os 200 dias letivos em São João Batista - Rádio e TV Maracu AM 630

  7. Folha de SJB removeu este comentário

    • As duas trabalham no Ateniense e posso garantir… São super responsável!

    • Gostaria de informar quem nem as irmãs de Zequinha (as quais tem nomes) nem nenhum outro professor, fez baderna no sindicato, ou se negou de cumprir com suas obrigações e deveres ao exercício do magistério.

    • Em primeiro lugar temos nomes, ANDRÉA e GEORGINA , somos PEDAGOGAS PÓS- GRADUADAS, concursadas e compromissadas com nossas funções pedagógicas, como falou o DIRETOR da escola em que trabalhamos.
      E com relação ao título de baderneiras do SINDICATO não se aplica a nós, e acredito que a nenhum professor, pois somos formadores de opiniões e buscamos o melhor para a EDUCAÇÃO.
      Já em relação em sermos intituladas IRMÃS DE ZEQUINHA,não nos diminui em nada, pos é nosso IRMÃO, MÉDICO e o único a ter sido prefeito por três mandatos.
      OBS: Queria que a pessoa que nos intitulou de baderneiras se identificasse, pois deve ser extremamente responsável e deve ser tida como um exemplo a seguir.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.