Correção: Dr. Zequinha Soares e Eduardo Dominici aparecem na lista de inelegíveis do TCU

Eduardo Dominici e Zequinha Soares

O Blog do Jailson Mendes divulgou ontem, 30, que o ex-prefeito de São João Batista, Zequinha Soares, estava fora da lista do Tribunal de Contas da União, o que não é verdade. Em uma nova pesquisa, alertado pelos leitores desta página, o blog buscou o nome do ex-prefeito e ele aparece com três processos finalizados no tribunal.

Os processos referentes foram transitados em julgados nos anos de 2005, 2006 e 2010, como mostram as telas extraídas pelo blog. Também alertado pelos leitores, foi encontrado o nome de Eduardo Dominici, também ex-prefeito de São João Batista. Contra o atual secretário de Articulação Política do município, consta um processo transitado e julgado em 2017.

Acontece que procuramos os nomes por município e os processos referentes aos dois ex-gestores não aparecem como sendo de São João Batista e sim na lista referente à São Luis.

Portanto, os dois ex-prefeitos estão na lista de possíveis inelegíveis do TCU. A lista (íntegra) contém 7.431 gestores públicos com contas julgadas irregulares há 8 anos, podendo ser considerados inelegíveis pela Justiça Eleitoral. A relação, entregue pelo presidente do TCU, Raimundo Carreiro, ao ministro Luiz Fux, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), inclui senadores, governadores, deputados e prefeitos. No total, 11.408 contas foram classificadas como irregulares, o que significa que um gestor pode ter tido mais de uma conta rejeitada.

A reprovação é 1 indicador da má gestão de recursos públicos. Os Estados que tiveram maior número de contas rejeitadas são o Maranhão (659), Rio de Janeiro (614), São Paulo (564), Bahia (483) e Minas Gerais (480). Os nomes dos demais gestores podem ser encontrados no Portal do TCU. A lista é organizada por meio dos Estados e municípios que os políticos representam.

O Ministério Público Eleitoral, os candidatos, as coligações e os partidos poderão contestar as possíveis restrições de candidaturas nas eleições deste ano a partir do dia 15 de agosto –data limite para o TSE encaminhar os nomes à Justiça Eleitoral, que julgará a inelegibilidade de cada gestor.

Folha de SJB

4 respostas para “Correção: Dr. Zequinha Soares e Eduardo Dominici aparecem na lista de inelegíveis do TCU”

  1. Deveriam era devolver o dinheiro roubado. Ficar inelegível é uma punição na forma da lei. E o povo como fica?. O collor de mello fez o que fez e já é senador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *