Com chuvas, situação de estradas vicinais começam a preocupar moradores da Baixada Maranhense

Moradores de diversas cidades da Baixada Maranhense começaram a se preocupar com as péssimas condições das estradas vicinais, que pioram com as chuvas que já estão chegando com mais frequência na região.

A situação é a mesma de vários anos, impossibilitando o trânsito e o escoamento de produtos, além de impedir a passagem de veículos escolares. A situação é complicado nas cidades de São João Batista, São Vicente, Matinha e Penalva.

Leitores do Blog do Jailson Mendes constantemente enviam fotos e vídeos da situação das estradas vicinais e é o mesmo problema denunciado nos anos anteriores nesta página, sem a preocupação dos gestores públicos.

A situação é preocupante no povoado Jacaré, município de Penalva. Fotos enviadas mostram a precariedade da estrada e o prefeito Ronildo Campos disse ao blog que tem um convênio com o Governo do Estado no valor de 1,5 milhões, mas que até agora só foram repassados 10% desse valor e a chuva está impedindo a continuação dos serviços.

O problema é o mesmo enfrentado por moradores dos povoados Beirada, Quiá, Bom Jesus e Raposa, na cidade de São João Batista. Lama e barro impedem os habitantes da zona rural de circular com frequência e a situação só piora.

Blog do Jailson Mendes

8 respostas para “Com chuvas, situação de estradas vicinais começam a preocupar moradores da Baixada Maranhense”

  1. Agradeço a Deus e a prefeita Conceição porque a estrada da casa dos meus pais ela ajeitou junto com o Fabinho. A estrada de São Francisco a canta galo. Obrigado. Que a mais de 20 anos nenhum prefeito tinha feito nada!!!

    1. quer dizer que se estiver tudo bem para sua Família o resto que se acabe e você não está nem ai né? deixe de ser egoísta e se solidarize com as outras pessoas.

  2. quando sair de Penalva em 1998 os problemas de estradas vicinais já existiam e vão continuar existindo porque essa é a maior fonte de dinheiro para os prefeitos da baixada, todo inverno eles conseguem surrupiar dinheiro dos cofres públicos a vontade é um tipo de serviço que não tem como ser fiscalizado, você faz hoje 30 km de estrada e se der uma chuva de verão ela se acaba todinha, então é o que os prefeitos mais gostam é recuperar estradas vicinais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *