Com atuação dos professores, jornada de trabalho de 20 horas semanais é regulamentada em São João Batista

A Câmara Municipal de Vereadores aprovou ontem, 5 de abril, a regulamentação de Lei Municipal 495 de 1998, que trata sobre a jornada de trabalho em 20 horas semanais dos professores de São João Batista. Este projeto é uma segunda sugestão, dada pelo SindProf aos parlamentares, e substituiu o projeto enviado pelo Executivo, que tratava da regulamentação das 40 horas semanais.

Professores e vereadores participaram da sessão

O projeto obteve a aprovação de todos os vereadores, inclusive do vereador e presidente da casa, Assis Araújo, e foi inicialmente assinado pelos vereadores Cabeça, Chico de Nhozinho, Tales Pinheiro e Louro. Segundo Assis, se trata de um consenso entre os parlamentares, Secretaria Municipal de Educação e a categoria, representada pelo Sindicato dos Professores.

A lei regulariza o art. 41 e parágrafo único da Lei Municipal 495/1998, que institui o PCCR do Magistério Público Municipal, com carga horária de 20 horas semanais, para a classe de professores da Rede Municipal de Ensino e define ainda, 40 horas semanais para os cargos de Gestor Escolar, Inspetor Escolar Coordenador Educacional e Supervisor Escolar.

Em conversa com o blog, o presidente do Sindprof agradece o empenho incansável dos professores e da boa vontade dos vereadores e da Semed. Também em conversa com o blog, Assis Araújo disse que se trata de um avanço e disse que os professores ainda estavam sob uma leia que falava de 30 e 40 horas e que durante todo esse tempo, de 98 pra cá, ninguém tomou a iniciativa de regulamentar para a carga horaria de 20 horas.

“Os vereadores entenderam que era necessário a regulação de acordo com lei geral e aprovamos ontem a primeira regulamentação, que é de 20 horas”, afirmou o presidente da casa. Assis disse ainda que o projeto do Executivo retornou ao prefeito e que a prefeitura deve enviar um novo projeto tratando apenas da regulamentação das 40 horas semanais.

Folha de SJB

Termo de uso
Política de moderação de comentários: O autor Jailson Mendes mantém a qualidade, atualidade e autenticidade das informações por ele apresentadas no presente blog, mas não se responsabiliza por informações/opiniões de terceiros. Ao comentar neste blog, você assume toda a responsabilidade pelo conteúdo postado. O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós..

8 Responses to Com atuação dos professores, jornada de trabalho de 20 horas semanais é regulamentada em São João Batista

  1. Marcos says:

    POR PRESSAO JAILSON, NADA DE CONSENSO…FOI PRESSÃO MESMO

  2. Ludovicense says:

    40 horas? tá segunindo o estilo Temer?

  3. #vamos renovar# says:

    Cuidado professores, só pra lembrar vocês, logo, logo os familiares do presidente do SINDPROF ,estará nas tetas da PM , na gestão de Amarildo perdermos o nosso ensentivo de 15% de sala de aula e até irmão do presidente estava na lista dos fantasma esse presidente perdeu a MORAL diante da classe dos professores.

  4. Sarará says:

    E o professor acima escreve “ensentivo” em vez de “incentivo”! Pelo amor de meus filhinhos…kkkkkkkkk. E assim caminha a educação em SJB.

  5. Israel says:

    Caro fantasma que se denomina como VAMOS RENOVAR, o único fantasma que tem aqui é você, que está totalmente desenformado, pra você saber que eu Israel Melonio nunca ocupei cargo algo a não ser concursado que sou e pouco menos recebi vantagens que não fosse do meu suor. E procure se informar que o INCENTIVO DE SALA DE AULA OS PROFESSORES PERDERAM FOI EXATAMENTE QUANDO EDUARDO DOMINICI ERA PREFEITO, ele foi quem tirou. Mas nao se preocupe que está na justiça e em breve teremis essa vitória. Também não se preocupe que você que votou e é babão ainda não conseguiu emprego, eu e minha esposa somos concursados. Agora sempre juntamente com meus companheiros defendemos a categoria não é agora que vai ser diferente. Israel Melonio

  6. Pedro says:

    O povo de São João Batista não sabe mesmo votar , Eduardo , foi o principal causador dos males de nossa cidade , tirou o incentivo dos professores acabou com a granja, casa do mel , a casa familiar rural e muitas outras coisas , centro de informática e outros , e o povo Söns ele esse bandidos.

  7. Rosana says:

    Folha de SJB removeu este comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *