Publicidade

Com 52 milhões recebidos em 2017, prefeito de São Bento diz que pagará férias de professores depois do carnaval de 2018

| 5 Comentários

Prefeito de São Bento, Luizinho Barros

Os servidores públicos municipais do município de São Bento receberão seus vencimentos de férias só depois do carnaval de 2018. É o que informou o prefeito da cidade, Luizinho Barros, em ofício enviado ao presidente do Sinproesemma em São Bento, Sérgio Lopes. A notícia está causando indignação aos professores, que agora terão esperar bastante tempo pra receber seus vencimentos.

A situação é tão calamitosa que até funcionários contratados estão há mais de seis meses sem receber. No mesmo ofício, o prefeito Luizinho Barros se queixa das dificuldades financeiras que o município está passando, mas segundo um levantamento que o Blog do Jailson Mendes fez, o município já recebeu só em 2017, mais de 52 milhões de reais.

Ao coordenador da categoria, ele disse ainda que a segunda parcela do reajuste dos salários dos professores só seria possível em novembro e pediu que as reivindicações da categoria sejam resolvidas amigavelmente. Uma outra reivindicação é que, segundo as informações passadas ao blog, até agora não foi pago o décimo terceiro aos professores de São Bento.

Em recente reunião, e depois de muita luta, cobranças, intensas negociações, os trabalhadores em educação da rede municipal de São Bento aprovaram uma proposta da prefeitura de atendimento a itens importantes da pauta de reivindicações da categoria, como o pagamento de pendências do piso salarial de 2017, décimo terceiro salário, terço de férias e regularização do pagamento dos professores contratados. Porém, até agora, quase nada foi acertado.

Além do compromisso em pagar o restante do percentual do piso, na reunião houve também o comprometimento da gestão em pagar o 13º salário no mês de dezembro e conceder o terço (1\3) das férias até março do próximo ano. A prefeitura também propõe regularizar, a partir de dezembro deste ano, o pagamento dos professores que trabalham em regime de contratos e ainda manter a mesa de diálogo aberta para que sejam discutidas as pendências da pauta, entre as quais os retroativos da recomposição do piso salarial, do período de janeiro a setembro deste ano.

O Blog do Jailson Mendes fica a disposição para possíveis esclarecimentos tanto da parte do prefeito como do sindicato. Vejam abaixo o documento enviado ao sindicato de São Bento.

Folha de SJB

5 Comments

  1. Fica de olho ministério público

  2. Pingback: Com 52 milhões recebidos em 2017, prefeito de São Bento diz que pagará férias de professores depois do carnaval de 2018 - Rádio e TV Maracu AM 630

  3. Desde já quero agradecer ao amigo jailsom pôr divulgar noticias de são bento, com isso levando informação que antes a população não tinha, vamos cobrar do gestor porque dinheiro não é problema, o problema mesmo é o prefeito pagar em dias principalmente os contratados.

    • O problema é a falta de vergonha do povo que vota em gente de todo tipo e índole, que vota por R$ 10,00, vota em presidiário, em fraudador de INSS, em fraudador de licitações, em usurpador de dinheiro público, em saqueador de direitos coletivos… enfim É bom parar de reclamar pelos erros cometidos pelos políticos que são consequências de nossas decisões como eleitores e cidadãos.

  4. Essa moda de atraso de pagamento nos municípios está atrapalhando a vida dos profesaores.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.