Publicidade

CISTERNAS COMEÇAM A CHEGAR EM SÃO JOÃO BATISTA

| 2 Comentários

O prefeito de São João Batista, Amarildo Pinheiro, anunciou hoje que começaram a chegar as primeiras cisternas na cidade. Por volta das 17 horas de ontem, cerca de 20 cisternas já estão no nosso município num total de 120 conseguidas através da Codevasf, do Governo Federal. Amarildo informou ao Blog Folha de SJB que até o final deste mês todas as 120 cisternas já estão em solo joanino.
Serginho Castro, Claúdio Azevedo e Amarildo Pinheiro
As cisternas instaladas pelo programa são feitas de polietileno e possuem capacidade para armazenar 16 mil litros de água – que é captada da chuva por meio de calhas e canos instalados nas casas – abastecendo uma família de até cinco pessoas por um período de seis meses, quando há escassez de água para o consumo humano, como para beber e o preparo de alimentos. No Maranhão, além da instalação das cisternas, a Sagrima e o Ministério da Integração Nacional implantarão até o final de 2014, um total de 175 Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água (100 pela Codevaf e 75 pela Sagrima), que irão regularizar o fornecimento de água para cerca de 8.750 famílias da zona rural de 48 municípios.
Primeiras 20 cisternas chegaram na cidade
A nova metodologia de execução do Programa Água para Todos no Maranhão, com uma nova frente de trabalho, foi apresentada esta semana pelo secretário Cláudio Azevedo e o superintendente regional da Codevasf no Maranhão, João Batista Martins, durante a reunião do Comitê Gestor Estadual do Programa. Com os 75 sistemas simplificados de abastecimento de água que serão instalados, por meio de convênio entre com o Governo do Estado e o Ministério da Integração Nacional, serão beneficiados os municípios de Açailândia, Alcântara, Araguanã, Barra do Corda, Bequimão, Formosa Serra Negra, Fortuna, Governador Archer, Governador Newton Bello, Grajaú, Jenipapo dos Vieiras, Joselândia, Olinda Nova, Paraibano, Peri Mirim, Presidente Dutra, Santo Antônio dos Lopes, São Bento, São Francisco Brejão,São João Batista, São José dos Basílios, Sitio Novo e Urbano Santos.
Os critérios utilizados para a seleção desses municípios são os de que eles estão inseridos nas áreas que decretaram situação de emergência em decorrência da estiagem. “Atendemos o apelo da Defesa Civil e a orientação da Governadora Roseana Sarney. Além disso, foi levado em consideração o baixo índice de desenvolvimento humano desses municípios, atendendo dessa forma, também, as diretrizes do Programa de Combate à Extrema Pobreza no Maranhão”, justificou o secretário Cláudio Azevedo. Fonte: Governo do Maranhão.
BRASIL SEM MISÉRIA
O Plano Brasil sem Miséria atenderá todo o território nacional. Somam-se nesta iniciativa, 93 mil famílias de agricultores acolhidas no programa, incluindo-se mulheres e jovens. Estas devem ser consideradas beneficiárias ativas e iguais receptores de todas as orientações. Além de orientar e inserir nas diversas políticas do MDA e do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), as famílias beneficiadas pelo Plano, serão contempladas com um projeto de inclusão produtiva pagos em parcelas semestrais durante dois anos.

A finalidade, segundo a coordenadora do treinamento MDA, Aládia Fregolente, é gerar renda e incluí-los prioritariamente, no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação doEscolar (PNAE). Ascom Governo do Estado.
ÁGUA PARA TODOS
O Programa de Universalização do Acesso à Água – Água para Todos, completa neste mês de março um ano de implantação no Maranhão. A primeira cisterna foi instalada no dia 1o de março de 2012, no povoado Morro Grande, localizado no município de Matões do Norte. Das 4.302 cisternas previstas na primeira etapa do programa, 2.821 já foram instaladas, em Anajatuba, Arari, Cantanhede, Codó, Matões do Norte, Pirapemas, São Mateus e Viana.
O Programa, que faz parte do Plano Brasil sem Miséria, foi implantado no Maranhão pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), e pelo Ministério da Integração Nacional, tendo como executor a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf). A cidade de São João Batista já está incluída no programa do Governo Federal.

O secretário de Agricultura, Cláudio Azevedo, ressaltou que para este ano, a parceria entre os governos estadual e federal está permitindo que o programa seja ampliado para mais 48 municípios, com a instalação de 175 Sistemas Simplificados de Abastecimento de Água. “O Programa Água para Todos vai ser implantado nos 149 municípios localizados nas bacias hidrográficas dos rios Mearim, Itapecuru e Parnaíba, que estão sob a área de influência da Codevasf”, explicou Cláudio Azevedo. 


EQUIPEDE REDAÇÃO DO BLOG DA AGÊNCIA DE SJB

2 Comments

  1. Vamos ver se essas cisternas não ser instaladas nas fazendas dos mais previlegiados. Enquanto que os que precisão, vão ficar da mesma. Estou de olho.

    • meu caro amigo, anônimo, pois essas cisternas, deverão e vão beneficiar as pessoas mais carentes deste municipio, pois todas as regiões dos campos deverão ser contempladas, embora ainda seja poucas as cisternas que vieram e a quantidade de familias que moram nessas regiões são muitas, e quem vai implantar as cisternas é comitê gestor municipal criado pela CODEVASF.

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.