Publicidade

Bira do Pindaré pede prioridade para investigação de líder quilombola da comunidade do Charco

| 2 Comentários

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) subiu a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), na manhã desta terça-feira (18), para solicitar a Secretaria de Estado da Segurança Pública empenho e celeridade na investigação do assassinato do líder quilombola Raimundo Silva (57) – mais conhecido como ‘Umbico’; e também do vereador de Anajatuba, Miguel Sampaio Soares, o ‘Miguel do Gogó’. Liderança do Quilombo Charco, no município de São Vicente Ferrer, Raimundo Silva é a segunda vítima de assassinato envolvendo luta por terras, de acordo com informações do parlamentar. A primeira foi em 2010, quando assassinaram o também líder quilombola Flaviano Pinto Neto; o caso teve repercussão nacional.

Deputado Bira do Pindaré

“Peço ao secretário Jefferson Portela uma priorização na investigação desse caso porque se trata notadamente de um caso de pistolagem no qual uma pessoa foi executada. Então, é preciso que haja um empenho redobrado nessas investigações a fim de identificar os autores do crime para que haja a punição necessária e que outros crimes dessa natureza não aconteçam no Estado do Maranhão”, reforçou. O deputado lembrou que o direito das comunidades quilombolas é assegurado desde a Constituição de 88, mas que até hoje não saiu do papel. Nesse sentindo, ele ressaltou que a não efetivação da prática é um problema que, ao longo do tempo, tem gerado diversos conflitos com desfechos semelhantes ao que vitimou  no último dia 12 de abril.

“Nós não podemos afirmar categoricamente que esta execução está associada ao conflito, mas é preciso que a polícia investigue e responda à sociedade o que realmente aconteceu. O assunto que já foi denunciado inclusive pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e muitas organizações locais, estaduais, nacionais e até internacionais já perguntam a respeito deste acontecimento”, registrou. Bira ainda tratou do assassinato do vereador de Anajatuba, Miguel Gogó, que, para o parlamentar, também tem características de execução e merece que toda atenção seja dada no sentindo de solucionar o caso, encontrar os responsáveis para que eles respondam pelo crime.

Segundo o deputado, a solução prática e célere dos dois crimes ajuda a coibir a prática nefasta da pistolagem no Estado do Maranhão. “Uma liderança quilombola e uma liderança política, dois casos em uma semana. Por isso, apelo a Secretaria de Segurança, do Governo do Maranhão, do Ministério Público, da Justiça, e de todos aqueles que querem renovar e transformar a realidade social em que vivemos”, concluiu ao destacar a importância de se construir a cada dia uma sociedade mais justa e fraterna.

Folha de SJB

2 Comments

  1. Investigar pra que? A polícia investiga o crime, descobre o assassino, intermediários, mandantes e nada acontece.

  2. Muito bom, tomara que realmente a verdade apareça e os culpados sejam punidos

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.