Artigo de Luiz Figueiredo: São João Batista – 60 anos

| 0 comentários

No aniversário de 50 anos, meio século da criação do município de São João Batista, fiz um relato dos principais acontecimentos políticos desse período. Sendo o distrito mais importante do município de São Vicente Ferrer, aqui surgiram fortes lideranças políticas, entre elas José Maria de Araújo e Francisco Ferreira Figueiredo, Chiquinho, ambos alcançando o cargo de Prefeito do município, e também chegando a Assembleia Legislativa como representantes deste povo.

Chiquinho foi muito além elegendo-se prefeito de São João Batista e conquistando novos mandatos de deputado estadual. Criado inicialmente por decreto governamental de 1952, o município de São João Batista teve como primeiro prefeito interventor, o comerciante José de Ribamar Martins, do grupo politico de Zé Maria, cuja força com os governos do vitorinismo era evidente.  Chiquinho então prefeito de São Vicente não se conformando com o ato governamental, que criara o município sem aprovação legislativa, recorreu ao Supremo Tribunal Federal obtendo a anulação do decreto do governador, que fez São João Batista voltar a condição de distrito de São Vicente.

Foi uma grande vitória porque conseguiu provar a irregularidade do ato governamental. Antes porém, enquanto aguardava o julgamento da ação no Supremo, o Tribunal Regional Eleitoral marcou eleições para o dia 03 de outubro daquele ano, saindo vitorioso José Porfírio Costa do grupo de Chiquitinho. Este contudo não chegou a tomar posse em razão da decisão superior tornando nulo o decreto que criara o município de São João Batista. A criação definitiva só aconteceu através da lei n° 1408 de 14.06.1958, com aprovação legislativa, e a eleição marcada para 03.10.58, quando saiu vitorioso Merval Marques Figueiredo, irmão de Chiquitinho.

A instalação do novo município aconteceu no dia 15.12 do mesmo ano, com a posse do Prefeito, Vice Prefeito e vereadores. Um fato curioso é que o prefeito era do PSP e o Vice Ataliba Santos era do PSD partido de Zé Maria. Naquela eleição o eleitor votava separadamente em cada candidato, não havia vinculação da chapa. O pleito foi conduzido pelo Juiz de Direito Dr Antônio Aguiar Pereira que deu posse aos eleitos.

A Câmara Municipal ficou composta pelos seguintes vereadores: Conceição de Maria Costa Figueiredo, Joana Marques Araújo, Manoel Raimundo Gomes, Durval dos Santos Jacinto, Francisco Everton, José Oliveira Teixeira, José Ribamar Gomes e José Pedro Campos. De lá até esta data foram eleitos doze prefeitos, e todos, de uma forma ou de outra contribuíram para o nosso desenvolvimento, uns mais outros menos de acordo com a capacidade de cada um. Com saudades lembramos de Merval, Nhozinho, Jorge, Achilles, e Chiquitinho todos de saudosa memória.

Os demais Luiz, Tonho, Zequinha, Eduardo, Amarildo, Surama e o atual João Dominici que se encontra à frete dos destinos do nosso povo. Quiçá haja uma mudança de rumo para que retomemos o caminho do progresso, do desenvolvimento e da paz social, a toda essa gente boa e generosa, o povo Joanino. É o que desejamos de coração…

Luiz Figueiredo, ex-prefeito de São João Batista

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.