Após sofrer injúria racial, jovem de Matinha recebe apoio de órgãos e do deputado Werverton Rocha

| 0 comentários

Maria Freitas e o deputado Werverton Rocha

A militante política Maria Freitas, jovem ativista do município de Matinha, recebeu diversas manifestações de apoio pelas redes sociais. Na semana passada, ela teria sofrido injúria racial após uma discussão no facebook e o caso foi parar na justiça. Órgãos como fóruns, secretarias e amigos se solidarizaram.

O episódio começou quando a jovem Maria Freitas foi desafiada a responder sobre sua atuação como militante, especialmente com as políticas públicas de juventude em Matinha. Ao responder os questionamento, ela utilizou a mesma ferramenta para perguntar aos amigos sobre suas ações, o que a levou a ter muitos comentários.

Minutos após, um suposto comentário de uma internauta, também de Matinha e identificada como Leidelaura Amaral foi interpretado como se fosse para ela e continha conteúdos de injúria racial e foi apagado minutos após o caso repercutir. A acusada negou que tenha feito tal comentário e se justificou em sua página pessoal. Repudiando, diversas organizações da juventude e secretarias municipais se manifestaram.

Entre os que lançaram nota contra o preconceito estão o Fórum de Juventude da Baixada, Labex/Uema, Fórum da Juventude de Matinha, Secretaria de Juventude de Matinha, Secretaria de Assistência Social e de Políticas Públicas para as Mulheres e outros. O caso ganhou repercussão estadual e o deputado Werverton Rocha também postou uma foto em homenagem à Maria Freitas.

Na frase que o deputado e pré-candidato a senador postou diz: Maria Freitas, companheira de lutas. O parlamentar é filiado ao PDT, mesmo partido da jovem, e escolhido pelo governador Flávio Dino para ser o candidato do governo ao Senado Federal. Maria Freitas é uma histórica militante da juventude na Baixada Maranhense, homossexual e ativista do movimento LGBT, Político e de Juventude em Matinha.

O Blog do Jailson Mendes fica a disposição da acusada Leidelaura Amaral para, se quiser, se manifestar a respeito das acusações.

Folha de SJB

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.