Após não obedecer Lei da Transparência, Zé Orlando protagoniza mais uma confusão na câmara de Matinha

| 0 comentários

Zé Orlando

O vereador Zé Orlando, reeleito presidente da Câmara de Vereadores de Matinha, está protagonizando mais uma confusão em torno da Mesa Diretora do parlamento matinhense. Ele também deve ser acionado pelo Ministério Público por não atualizar o Portal da Transparência da câmara.

Após compor com a Oposição e praticamente romper com a prefeita Linielda de Eldo, ele está sendo acusado agora de querer empossar o vice-presidente eleito, vereador Tom, sem obedecer o Regimento Interno, que diz que a Mesa Diretora, completa, que deve empossar os demais ausentes.

Segundo fontes ouvidas pelo Blog do Jailson Mendes, o presidente reeleito convocou ontem os vereadores Rosiolete e Junior Pereira para dá posse ao vice-presidente, Tom, que é aliado do ex-prefeito Beto Pixuta, mas não estava presente no dia da posse dos novos comandantes do Poder Legislativo, realizada no dia primeiro deste mês.

Porém, Zé Orlando não pôde empossar Tom pelo fato de que o primeiro-secretário, Márlio Rabelo, não estava na sessão. Colegas do presidente acusam Zé Orlando de manobrar e dizem que Tom não pode mais assumir e que agora quem é o vice-presidente é Ulisses, por que era o suplente de Tom.

Desde que decidiu compor com com a Oposição, Zé Orlando tem sido alvo de uma série de críticas e após Márlio aderir ao grupo que Linielda de Eldo comanda, a situação ficou ainda mais complicada, sendo o principal protagonista da atual crise política em Matinha.

O blog pediu, mais cedo, informações ao presidente do Poder Legislativo, mas não teve retorno.

Zé Orlando ao lado de Opositores do governo no dia da eleição

Blog do Jailson Mendes

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.