Após discussão com Assis Araújo, presidente do SindProf convoca professores para discutir RPV e paralisação de aulas aos sábados

| 3 Comentários

O presidente do Sindicato dos Professores de São João Batista, Israel Melônio, convocou uma reunião com a categoria para discutir o projeto que instituiu a RPV na cidade e uma possível paralisação de aulas aos sábados, além de outros temas.

Israel Melônio

A reunião foi convocada após uma forte discussão do líder do sindicato com o presidente da Câmara de Vereadores, Assis Araújo. Tanto em redes sociais como em comentários neste blog, os dois discutiram sobre a RPV e sobre a legitimidade do atual presidente do sindicato que representa os professores em São João Batista.

Além disso, os professores devem discutir a realização de eleição para diretores das escolas municipais, conforme Plano Municipal de Educação e pautas envolvendo o Plano de Cargos e Carreiras.

Vejam o edital

EDITAL DE CONVOCAÇÃO:

Estão convocados todos os professores da rede pública municipal de ensino, assim como, os representantes dos Conselhos do Fundeb, do PENSE e do CME, para participarem de uma Assembleia Geral Extraordinária seguida de paralisação, a realizar-se no dia 14.11.2018, às 8h00min, com 50% e mais um dos professores presentes em primeira convocação e às 8h30min, em segunda e última convocação com qualquer número de professores presentes, para colocar em votação, discussão e aprovação os seguintes temas:

01. Discutir com o Poder Executivo e o Poder Legislativo o Projeto de Lei da RPV, aprovado de forma precária por menos de 2/3 dos vereadores e em apenas um turno, o que contraria a Lei Orgânica do Município e o R I da Câmara Municipal, assim como discutir o Projeto que Cria o Fundo Municipal de Educação;

02. Suspensão imediata das aulas aos sábados feriados, até que o Gestor Municipal e Câmara Municipal, respeite os professores e as entidades representativas da categoria;

03. Convocação de eleição da Gestão Democrática na Escola para Diretor e Diretor Adjunto no mês de dezembro/2018, de acordo com as Leis Municipais 12/2016, e 495/98, e a LDB 9394/96;

04. Cumprimento imediato da Lei 495/98, que instituiu o Plano de Cargos CARREIRA e salários, preenchendo todos os cargos de Coordenador, Supervisor, Suporte Pedagógico e afins, com professores concursados, de carreira, graduados em pedagogia, sem apadrinhamento político, conforme determina a lei;

05. Definição de datas pra Mine Curso, proferido por Welliton da CGU, aos professores sobre os precatórios do fundef;

06. Outros assuntos de interesses da categoria.

São João Batista, 11 de novembro de 2018.
Israel Melonio – Presidente do Sindprof

3 Comments

  1. israel quer alguma coisa no governo
    chama ele joão dominici

  2. talvez ficar a disposição do sindicato

  3. ארץ ישראל
    Eretz Yisrael!
    Shalom!
    Ouve, ó Israel; o Senhor nosso Deus é o único Senhor. 5 Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças. 6 E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; 7 e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te. 8 Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por frontais entre os teus olhos; 9 e as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas. 10 Quando, pois, o Senhor teu Deus te introduzir na terra que com juramento prometeu a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó, que te daria, com grandes e boas cidades, que tu não edificaste, 11 e casas cheias de todo o bem, as quais tu não encheste, e poços cavados, que tu não cavaste, vinhas e olivais, que tu não plantaste, e quando comeres e te fartares; 12 guarda-te, que não te esqueças do Senhor, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão. 13 Temerás ao Senhor teu Deus e o servirás, e pelo seu nome jurarás. 14 Não seguirás outros deuses, os deuses dos povos que houver � roda de ti; 15 porque o Senhor teu Deus é um Deus zeloso no meio de ti; para que a ira do Senhor teu Deus não se acenda contra ti, e ele te destrua de sobre a face da terra. 16 Não tentareis o Senhor vosso Deus, como o tentastes em Massá. 17 Diligentemente guardarás os mandamentos do Senhor teu Deus, como também os seus testemunhos, e seus estatutos, que te ordenou. 18 Também praticarás o que é reto e bom aos olhos do Senhor, para que te vá bem, e entres, e possuas a boa terra, a qual o Senhor prometeu com juramento a teus pais; 19 para que lance fora de diante de ti todos os teus inimigos, como disse o Senhor. 20 Quando teu filho te perguntar no futuro, dizendo: Que significam os testemunhos, estatutos e preceitos que o Senhor nosso Deus vos ordenou? 21 responderás a teu filho: Éramos servos de Faraó no Egito, porém o Senhor, com mão forte, nos tirou de lá; 22 e, aos nossos olhos, o Senhor fez sinais e maravilhas grandes e penosas contra o Egito, contra Faraó e contra toda a sua casa; 23 mas nos tirou de lá, para nos introduzir e nos dar a terra que com juramento prometera a nossos pais. 24 Pelo que o Senhor nos ordenou que observássemos todos estes estatutos, que temêssemos o Senhor nosso Deus, para o nosso bem em todo o tempo, a fim de que ele nos preservasse em vida, assim como hoje se vê.
    Deuteronômio 6:4-24

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.