Após ataque da Oposição, prefeito de Cajapió esclarece projeto encaminhado à Câmara de Vereadores

| 5 Comentários

Resultado de imagem para dr marcone de cajapio

Dr. Marcone

O prefeito de Cajapió usou das redes sociais para desmentir informações destorcidas a respeito de um projeto que ele encaminhou à Câmara Municipal de Vereadores. Segundo as postagens de opositores ao Governo Municipal, ele encaminhou um projeto que cria o Fundo municipal do FUNDEB.

De acordo com as postagens em um grupo, o projeto permite que o prefeito use a sobra dos 60% destinado aos professores, da forma que ele determinar e que o projeto tem caráter retroativo. Um dos que falou sobre o projeto foi o professor Ruy Paixa e segundo ele, a proposta ‘vai legalizar o calote do rateio dos 60% do ano de 2017 passado, o qual não foi pago conforme Lei vigente’.

“É lamentável que nossa categoria vem sendo lesada pelo executivo gradativamente e ninguém se manifesta nem o sindicato. Pois já perdendo as férias de 2016, hora extra de 2017, retirada do incentivo de classe deste ano (2018) além do que esse projeto que vai retroceder o direito adquirido e em afronta a lei do FUNDEB”, escreveu.

Hoje, em respostas aos ataques, o prefeito Dr. Marcone falou sobre o projeto e esclareceu a finalidade da proposta. Segundo ele, o propósito do projeto é instituir o Fundo Municipal para a gestão da movimentação dos recursos do Fundb, de natureza contábil e que em nenhum momento o projeto autoriza a redução de percentual do Fundeb para pagamento de remuneração de professores municipais. “Vamos continuar firmes no pagamento em dias e na prestação de serviço público adequado e de qualidade”, disse o prefeito Dr. Marcone.

Vejam a nota completa assinada pelo gestor de Cajapió

Folha de SJB

5 Comments

  1. Boa tarde !
    1º – Não se trata de FAKE NEWS, tendo em vista que é real e verídico tal projeto e caso tenha alguma duvida pode ser feita a analise por meio legais.
    2º – já mais foi dito que não era legal a criação do fundo. O que foi colocado em duvida foi a redação de seus Artigos e incisos, que dá plenos poderes para que o Prefeito possa movimenta e aplica as sobra do 60% .
    3º Hora nenhuma foi postado que o fundo iria reduzir percentual, talvez o leitor ou a Assessoria jurídica, leu a mais ou viu na cópia do projeto original dos qual foi retirada esta lei, pois nem quando copiaram esqueceram de retira o nome do estado.
    4º – Quanto ao fato do gestor fazer o pagamento em dia, não é favor é uma obrigação dele, pois assumiu com essa responsabilidade.
    5º – Reafirmo conforme minha postagem que o Município na pessoal do Gestor ainda não cumpriu sua responsabilidade tendo em vista que ate o presente momento não foi horando o pago das férias de 2016, hora extra de 2017,
    Quero ressalta que tal postagem não tem nenhum vinculo politico, pôs se trata de interesse da classe dos professore da qual faço parte. Lamentável é a falta de respeito e quere colocar uma categoria um contra o outro por mero interesse politico temporário que poder ter impacto para toda uma geração
    Ruy Paiva Costa ‘

  2. É Lamentável que tenhamos ainda no meio das mídia de comunicação em massa, pessoas como o nobre blogueiro que fecha os olhos para a realidades dos fatos sabe se lá por qual motivo, o titulo dessa matéria é de puro sensacionalismo, porque nas frases que foram escrita na rede social Facebook, em relação ao projeto de Lei não existem nenhum ataque ao senhor Prefeito, mais sim a observação feita pelo Vereador Diniz, de um erro grotesco do projeto de Lei, que foi copiado de um município do estado do Pará, no qual toda a administração não leram o texto e mesmo assim encaminharam a Câmara de Vereadores, por tanto caro amigo blogueiro se atente mais aos fatos para poder fazer jus a veracidade das informações que você repassa aos seus leitores.

  3. Dois desnecessários ex secretários de Nonato. Sem mais comentários…

  4. Só pessoal da oposição que fala da administração de Dr Marcone
    O povo reconhece a administração de Dr Marcone e vai levar novamente à recondução à prefeitura

  5. Prefeito, faça valer a lei obrigue esses professores a trabalhar 40 horas semanais.

Deixe uma resposta para O nome é que faz o fuxico Cancelar resposta

Campos requeridos estão marcados *.