Publicidade

APENAS UM SERVIDOR DO JUDICIÁRIO RESPONDEU AO QUESTIONÁRIO DA JUSTIÇA EM SJB

| 1 Comentário

Dos 5.358 servidores que atuam no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), 37,92% responderam ao Censo Nacional do Poder Judiciário. O censo é um questionário eletrônico, individual, de autopreenchimento, sigiloso e que só poderá ser preenchido por servidores até o dia 9 de outubro.
Promotora Maria do Nascimento e a juíza, Jaqueline Rodrigues
O juiz Nilo Ribeiro ressalta que a participação efetiva de todos os servidores é indispensável. “É necessário que tenhamos a consciência de que o resultado do censo dará subsídio ao desenvolvimento de políticas específicas para melhorar as condições de trabalho e a aperfeiçoar o serviço que o Judiciário presta à sociedade”, diz.

Após mais de 23 dias de censo, dados do Sistema de Gestão de Questionários do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) apontam que entre as 112 comarcas no Estado, São Luís, Timon, Imperatriz e Açailândia apresentam os índices mais altos de questionários coletados

Entre as comarcas que tiveram apenas um questionário respondido enviado ao Conselho, estão Alcântara, Anajatuba, Barão de Grajaú, Cururupu, Icatu, Magalhães de Almeida, Olho d’água das Cunhãs, Palmerândia, Penalva, Santa Quitéria do Maranhão, São João Batista e Tasso Fragoso. Ainda de acordo com o CNJ, não há dados coletados de participação pela comarca de São Bento.

Mobilização– A coordenação dos trabalhos de mobilização interna e de acompanhamento da execução do censo em nível de primeiro e segundo graus da Justiça recebe o apoio do Gabinete dos Juízes Auxiliares da Presidência, Diretoria de Informática e Automação; Diretoria de Recursos Humanos e Assessoria de Comunicação Social do TJMA.

Pesquisa- Coordenado pelo CNJ, o censo tem como objetivo levantar o perfil socioeconômico dos servidores detentores de cargos efetivos ou em comissão, além dos requisitados para o Poder Judiciário.Não responderão aos questionários os servidores cedidos a órgãos do Poder Executivo e Legislativo, estagiários e profissionais terceirizados.

As informações são lançadas no formulário eletrônico, disponível na Intranet do TJMA (http://intranet.tjma.jus.br/). Os dados obtidos são confidenciais e vão constar de forma genérica no resultado final, sem identificação do servidor.


EQUIPE DE REDAÇÃO DO BLOG DA AGÊNCIADE SJB

One Comment

  1. Essa promotora o que faz hein? Por que não investiga o desvio de verbas da prefeitura? A falta de merenda escolar que a prefeitura não compra nem faz licitação para atender às crianças joaninas? Vamos lá, está na hora de cobrar um posicionamento!

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.