Acusado de matar mais de 30 pessoas na Baixada, pistoleiro é morto em Penalva

| 2 Comentários

O homem identificado como Cleudo Márcio Mendonça, conhecido como “Cara de Jaca”, foi assassinado a tiros por volta de 9h40 desta quinta-feira (26) na cidade de Penalva, na Baixada Maranhense, a 252 km de São Luís. Pelas informações passadas ao Jornalista Gilberto Lima, o crime foi cometido por dois homens que já chegaram atirando, não dando tempo de Cleudo Mendonça reagir. Em seguida, o veículo, um Renault Sandero, capotou.

Cleudo Mendonça, de 42 anos, era acusado de ser um dos líderes de grupo de extermínio na Baixada Maranhense, tendo participado de ao menos 30 assassinatos, segunda a Polícia Militar. Ele foi preso em maio deste ano depois que policiais militares receberam informações de que havia dois acusados de homicídio em um bar comemorando o assassinato de duas pessoas, ocorrido na noite anterior, na cidade de Viana.

Naquela oportunidade, os policiais montaram barreiras nas proximidades desse estabelecimento comercial e abordaram um veículo Sandero branco, de placas PSQ-7003, conduzido por Cleudo Mendonça. No carro a polícia encontrou um revólver calibre 38, 13 munições e um binóculo. Cleudo Mendonça foi preso em flagrante e apresentado na Delegacia Regional de Viana. Na ocasião, a polícia informou, também, que há contra ele a acusação de várias mortes nas cidades de Viana, Penalva e Matinha, em companhia do criminoso identificado como “Júnior Matador”, que conseguiu fugir. “Há informações que esses criminosos teriam jurado de morte os policiais”, declarou o major Fábio.

O assassinato de “Júnior Matador”

Airton Belfort Mendonça Costa, vulgo “Júnior Matador”, de 29 anos, pistoleiro de aluguel, foi morto no dia 22 de junho deste ano em confronto com policiais militares no Povoado São Pedro, na cidade Viana, a 213 KM São Luís.Por volta das 6h20, o suspeito de liderar um grupo de extermínio em diversas cidades seguia para praticar um homicídio no povoado Santa Maria dos Tejus, segundo uma denúncia anônima feita à polícia.

O pistoleiro estava em uma motocicleta quando recebeu ordem de parada em uma barreira da guarnição da Força Tática. Contrariando a PM, “Júnior matador” parou cerca de 20 metros antes, sacou uma arma e disparou em direção aos policiais. Os policiais reagiram e “matador” foi atingido. Segundo informações da polícia, para não ser baleado, o tenente Givanildo se jogou no mato. O pistoleiro havia escapado de um cerco policial no dia 24 de abril deste ano, quando foi preso seu cúmplice, Cleudo Márcio da Silva Mendonça, o ‘Cara de Jaca’.

Folha de SJB

2 Comments

  1. Pingback: Acusado de matar mais de 30 pessoas na Baixada, pistoleiro é morto em Penalva - Rádio e TV Maracu AM 630

Deixe uma resposta

Campos requeridos estão marcados *.