A pedido do Ministério Público, Justiça suspende licitação em Matinha

Devido a irregularidades no processo do pregão presencial nº 10/2017 do Município de Matinha, em que as empresas interessadas não tiveram acesso ao edital, o Poder Judiciário determinou, em 9 de março, a reabertura do certame no prazo de oito dias úteis.

Promotoria de Justiça em Matinha

A decisão é resultado de Ação Civil Pública com pedido de tutela de urgência ajuizada, na mesma data, pelo promotor de justiça Lindomar Luiz Della Libera. A licitação prevê a contratação de empresa para fornecimento de material de expediente para as Secretarias de Educação, Saúde, Assistência Social, Administração e demais secretarias, com valor estimado de R$ 1.080.624,84.

O pedido de liminar foi ajuizado pelo Ministério Público em virtude de o Município de Matinha, representado pela prefeita Linielda Nunes Cunha e pelo presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Raimundo Nonato Valois Moraes, não disponibilizar o edital aos interessados no certame licitatório.

Além disso, o MPMA recebeu denúncia de uma empresa cuja proprietária tentou por sete vezes obter o edital na CPL, mas não recebeu o documento. Em seguida, a Promotoria de Justiça também tentou obter o documento, nos dias 7 e 8 de março, mas a sede da CPL estava fechada. “O que se constatou in loco pela equipe ministerial é a gritante violação à lei de licitações, em especial da publicidade e da possibilidade de ampla participação de empresas no certame”, questionou, na ação, o promotor de justiça. Fonte: Site do MP.

Folha de SJB

Termo de uso
Política de moderação de comentários: O autor Jailson Mendes mantém a qualidade, atualidade e autenticidade das informações por ele apresentadas no presente blog, mas não se responsabiliza por informações/opiniões de terceiros. Ao comentar neste blog, você assume toda a responsabilidade pelo conteúdo postado. O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós..

4 Responses to A pedido do Ministério Público, Justiça suspende licitação em Matinha

  1. Bórgia says:

    Não acredito que seja roubalheira da prefeita, não. Com certeza foi um mal entendido, porque ela é honesta e não é de fazer coisa errada. Acredito sim que há secretários que deveriam ser trocados, porque há outros melhores que deveriam ocupar os cargos. Se Valdemir estivesse a frente dessa secretaria, isso não teria acontecido. A secretaria de educação é outra que deveria ter uma pessoa mais gabaritada para estar lá. É só uma opinião.

  2. GRAZI says:

    OS FATOS FALAM POR SI.

  3. Carlos says:

    Folha de SJB removeu este comentário

  4. mario says:

    AQUILO ALI É UMA VERGONHA PEGA A GUIA DE RECOLHIMENTO PARA ADQUIRIR O EDITAL O RAPAZ QUE TIRA A DAM NUNCA SE ENCONTRA NA PREFEITURA É UM TAL DE SEU NONATO ENTREGA O EDITAL SO COM A GUIA DE RECOLHIMENTO PAGA IMORAL E ILEGAL PORQUE NÃO COLOCAR NA PREFEITURA A CPL EO GUIA DE RECOLHIMENTO UMA FORMA DE IMPEDIR AS PESSOAS DE RETIRA O EDITAL JOGO DE CARTAS MARCADAS .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *